Segundo a McLaren, cada peça deste carro conta uma historia. Já nós, acreditamos que dentro de um carrão deste, é você quem terá muita história para contar. A montadora não parou de fazer elogios a sua nova cria por aí, afirmando que este modelo representa todo o aprimoramento reunido em cinco décadas de McLaren. Isso tudo porque a mesma tecnologia e design inovador utilizados nos Grand Prixes, fazem parte do mais novo membro da família 12C, a Spider.

Por falar na família, a Spider possui o mesmo motor V8 de 3,8 litros encontrado no 12C, que oferece ao motorista 625PS e 600Nm de potência e torque, com tecnologia de duplo turbo eficiente acessando mais de 80% de potência, numa rotação inferior a 2000 rpm. Para dar conta desta cavalaria, o modelo vem com uma transmissão SSG de dupla embreagem e sete marchas.

Mesmo quem não entenda destes números, já imagina que o desempenho não é fraco, ou seja, pisando no acelerador com vontade, você chega a 333 km/h, apenas 4 km/h a mais que a versão anterior, já o tempo de se chegar de 0 a 100 km/h é 3,1 segundos! Ufa! Não dá tempo nem de piscar os olhos. De 0 a 200 km/h, o bólido precisa de apenas 9 segundos. Ao contrário do que era de se esperar, o desempenho do Spider não foi muito prejudicado com o teto abaixado.

Seu teto automático é construído a partir de materiais leves, tornando-o mais leve de qualquer mecanismo rígido retrátil já encontrado em qualquer conversível, além disso, por que parar para remover o teto? O teto é retraído em menos de 17 segundos a uma velocidade em até 30 km/h. Com o teto levantado a janela traseira pode ser reduzida para permitir que você possa escutar o som do interior do motor. Mas numa hora dessas, quem precisa de som, não é mesmo? “O Spider 12C incorpora uma dimensão adicional para a linha de McLaren”, diz Antony Sheriff, diretor-executivo da McLaren Automotive.

 

Por dentro, o painel aparece muito clean em um formato vertical que se estende até o começo dos bancos, que é claro, possui um desenho esportivo e em couro. Também há detalhes novos, como um para brisas traseiro que pode ser baixado e controlado eletronicamente dependendo da quantidade de vento que você gostaria de sentir.

Você poderá escolher seu Spider entre as 17 opções de cores, jantes com acabamentos de diamante e um elevador para ultrapassar as lombadas de redução de velocidade. Há um configurador no site da McLaren para quem quiser personalizá-lo.

Quem achou este carro simpático, já pode fazer suas encomendas nas concessionárias, ele chega ao mercado europeu em novembro para concorrer com a Ferrari 458 Italia Spider. Ah, mais um detalhe, o preço para o Reino Unido é de 195,500 libras, este valor convertido em reais fica por R$ 608.000,00 sem taxas e impostos, mas lembre-se: quem converte não se diverte. Só não esqueça de nos convidar para dar uma voltinha.

 

FONTES: McLaren, Forbes

Acompanhe a MENSCH no Twitter: @RevMensch,
curta nossa página no Face: RevMensch e baixe no iPad, é grátis:
http://goo.gl/Ta1Qb