A paranaense Rayssa Bratillieri não tinha ideia que sua estreia na TV iria trazer à tona um problema que ela mesma já tinha enfrentado na vida real, a bulimia. Sua personagem de estreia, a Pérola de “Malhação”, tem passado por esse drama e gerado uma boa discussão sobre um problema bem grave. Isso fez com que Rayssa  fosse procurar em sua memória emocional como é viver esse drama. “Pra mim foi muito rico usar como memória emotiva o que me aconteceu, pra entender porque fiz aquilo e aprofundar as motivações da personagem”, comenta Rayssa. Seu desempenho tem rendido elogios e muitos fãs questionam se realmente é sua estreia na TV diante de total desenvoltura na atuação. Fora isso, na sua vida real Rayssa adora viajar, curtir uma corrida na praia, aulas de surf com o namorado e curtir a vida em sua plenitude, “vamos ser menos críticos com a gente mesmo, porque nosso coração e nossa alma merecem paz, e nada além disso”, conclui a bela.

Rayssa você deixou Apucarana (Paraná) muito cedo, aos 17 anos de idade para realizar o sonho de ser atriz. Foi difícil tomar essa decisão? A minha decisão já estava tomada. Eu sabia muito bem o que eu queria. O difícil foi convencer meu pai. (risos) Mas tive um apoio gigantesco da minha mãe, principalmente. E não pensei muito com o que eu iria me deparar aqui no Rio. Fui aprendendo a me virar aos poucos. Hoje, olhando para trás eu vejo o quanto eu fui corajosa, porque eu era sim, muito jovem e inexperiente. Mas sempre tive muito foco, sabia que teria que estudar muito e meus pais sempre confiaram muito em mim. E não gosto de lidar com essa profissão como se fosse um sonho, porque deixa bobo e tira todo o mérito de um artista. Tinha consciência e fui adquirindo cada vez mais, de que teria que estudar muito e ralar como em qualquer outra profissão. Nunca tive medo da vida, e acho que ninguém deveria ter.


Chegando à cidade maravilhosa como foi sua trajetória até chegar ao lugar mais cobiçado por atrizes da sua idade? Eu conhecia pouquíssimas pessoas, aqui no Rio, uma delas era Grazi Luz, e mês depois já estava em cartaz com uma peça infantil no Teatro Fashion Mall. Daí por diante engatei em uma sequência de sete peças infantis, uma após a outra, o que me rendeu muita experiência de palco. Participei de alguns curtas metragem, entre eles “A Colheita” e “Algum Romance Transitório” que chegou a concorrer em alguns festivais nacionais e durante esse período conheci o Hamilton de Oliveira, que fez eu mudar a forma como eu me enxergava como atriz. Com direção de Hamilton apresentei o Showcase “O ator e Alma” interpretando Laura Wingfield, uma personagem clássica de Tennessee Williams. Em alguns momentos a gente vira uma chave, e viver a Laura me fez entender o porquê eu queria ser atriz e como eu poderia ser melhor a cada encontro com uma personagem diferente. Resumidamente é isso. Na última semana de apresentação do Showcase fui convidada para a entrevista de “Malhação”. Foram diversas etapas, e de 563 jovens entrevistados, foram 17 escolhidos. Engraçado porque no processo de testes, nós tivemos oportunidade de escolher entre dois monólogos para apresentar em 5 minutos, um era da Pérola e outra da Maria Alice e naquele instante eu já tinha escolhido a Pérola.

“Malhação – Vidas Brasileiras”, é sua estreia na TV,  mas vimos em suas redes sociais pessoas elogiando sua atuação e questionando se é mesmo  sua primeira novela, isso é um grande incentivo, não acha? Sim, recebo realmente muitas mensagens de pessoas falando que nem parece ser a minha primeira novela. E isso é bom né? Eu entendo como um elogio. Mas a minha busca, é cada dia ser melhor. A gente não pode achar nunca que está suficiente. É sempre muito clichê falar que “Malhação” é uma escola, mas é a verdade. A gente aprende MUITO nesse produto, aprende a colocar as técnicas em prática e a ter um entendimento real de como as coisas funcionam. Sinto que já amadureci muito como artista desde a estreia de “Malhação”, mas ainda sim tem muita coisa pra aprender. Não posso deixar de agradecer a toda equipe que desde o começo sempre foi tão generosa com todo o nosso elenco jovem.

 

Assim como a Pérola, sua personagem na novela, você viveu um transtorno alimentar, mais conhecido como bulimia, como está sendo ter que reviver este drama na telinha? Eu tive bulimia em dois momentos diferentes da minha vida e que ocorreram em um curto espaço de tempo. Um com 15 e o outro com 18. Mas o meu caso não foi algo grave e nem chega nem perto do que a Pérola vai passar. Pra mim foi muito rico usar como memória emotiva o que me aconteceu, pra entender porque fiz aquilo e aprofundar as motivações da personagem. Fiquei muito feliz com a oportunidade de contar essa história e de falar de algo tão necessário e pouco conversado que é a bulimia e a anorexia. Métodos que aparentemente parecem curtos e promissores em alcançar um corpo aparentemente ideal e que podem vir a destruir toda uma vida. Acho importante falar que é um corpo “aparentemente ideal”, sendo que a verdade verdadeira é que cada um sabe o que é ideal pra si. Saúde em primeiro lugar gente, por favor! Vamos nos exercitar e comer bem. Hoje eu tenho outra mentalidade e outros olhos para essa doença e pra tudo que a cerca. Por isso tão importante dialogar e termos bons exemplos pra seguir. Sei que isso tudo tem a ver com auto estima e que cuidar de mim por dentro acarreta uma melhora total do meu ser, até mesmo na forma como eu me vejo no espelho. Pra mudança de corpo da Pérola, eu Rayssa precisei emagrecer. Dr Flávia Monteiro – nutricionista, me acompanhou nesse processo pra chegarmos em um corpo legal pra esse momento da personagem. E foi muito legal, porque pela primeira vez me consultei com um nutricionista e acabei por ter uma reeducação alimentar. Existe muita coisa legal, gostosa e saudável pra se comer.

É verdade que você sentiu vergonha de contar a seus pais sobre o transtorno alimentar que sofreu na época. Sua relação com sua mãe ficou abalada por conta de você ter escondido sobre isso? De forma alguma. Minha mãe é meu porto seguro, minha melhor amiga. Ela me entendeu e simplesmente me falou o que ela sempre me falou a vida inteira: “você sabe que pode contar comigo pra tudo né?” E eu sei. Só sou quem sou, e só cheguei onde cheguei, por causa dela, sem sombra de dúvida. Eu expliquei pra ela que em algumas vezes da minha vida eu vomitei depois de comer (bulimia) e que na época senti vergonha de contar. E que hoje tenho outra mentalidade e que aquilo não tem nada, absolutamente nada a ver com a criação que minha família me deu.

Você namora o ator Rafael Castro, vocês tem planos e projetos profissionais juntos? Rafa atualmente está com os projetos dele, e indo pra fora do Rio por um tempo pra gravar uma série. Mas a gente planeja viajar pelo mundo… já até temos uma ideia de roteiro traçada que é Nova Zelandia, Austrália e Indonésia, e quem sabe fazer um canal sobre essas viagens. De vez em quando ele dá uma de professor de surf e eu pretendo de vez perder meu medo e aprender a surfar logo. Além de namorado, é meu melhor amigo. Me entende, me acalma e hoje é a minha família aqui no Rio de Janeiro.

Rayssa qual o caminho das pedras para ficar linda e em forma mesmo com um ritmo tão alucinante de gravações? Na verdade eu como de tudo e não sou de engordar, mas acredito que boa forma significa saúde e bem estar e por isto sempre que posso malho, pratico esportes, procuro ter uma alimentação saudável. Quanto a beleza procuro manter os cuidados básicos com a pele, cabelo, tomo minhas vitaminas, cuido dos dentes, por ser importante ao ofício de atriz, mas não acredito em beleza padrão, do tipo que vira uma cobrança. Agora por exemplo tive que emagrecer por causa da personagem, e se tiver que engordar para outra personagem, estarei disponível! Para mim o mais importante é estar com uma boa saúde!

Qual seu sonho de consumo mais presente? Viajar o mundo, meu sonho da vida! Pretendo conhecer muitos lugares e culturas. Viagem é aquela coisa que você gasta dinheiro e fica ainda mais rico. Até hoje só fui pros Estados Unidos.

O que é preciso para conquistar a Rayssa? Gosto de gente que escuta! Hoje em dia tem muita gente falando (até é uma coisa que estou aprendendo com o Rafael) e gente de verdade. Que fala o que sente e que não tem medo disso.

Deixe uma mensagem aos leitores da MENSCH… Se você chegou até o final. Parabéns! Você leu a minha matéria inteira! (risos)… e conheceu mais um pouco de mim, da minha história e da personagem que hoje em dia estou vivendo. Não deixem de acompanhar “Malhação”. E o principal, não deixem de se amar e de se aceitar. Vamos ser menos críticos com a gente mesmo, porque nosso coração e nossa alma merecem paz, e nada além disso. Muito amor pra cada um de vocês!

FOTOS SERGIO BAIA

STYLING MARCIA DORNELLES

BELEZA WALTER LOBATO

LOOKS: HOT PAINT ENSEADA, ARGOLA HERRERA, BIQUINI LA BAMBA, JAQUETA RESERVA NATURAL, SOBRETUDO DE TRICÔ DIANA, BOTAS TUTU E MAIÔ LA BAMBA