Um hiperesportivo é sempre um hipercarro. E quando se trata de uma McLaren a coisa fica ainda mais impactante. É o caso do novíssimo modelo Speedtail, apresentado recentemente, um hipercarro de três lugares capaz de chegar a 403 km/h e com sistema de propulsão híbrida, que a marca inglesa não revela os detalhes, mas diz que alcança em algo torno de 1.050 cavalos. Além disso, a fabricante inglesa garante que o modelo acelera de 0 a 300 km/h em 12,8 segundos. Se isso se confirmar, o Speedtail superaria o icônico Bugatti Chiron em tempo de aceleração. Ele faz 0 a 300 km/h em 13,1 s, mesmo com motor muito mais potente (o Chiron tem propulsor 8.0 de 16 cilindros, quatro turbos e 1.500 cv).

As linhas deixam evidente a preocupação com a aerodinâmica no desenvolvimento do modelo. Com uma carroceria inteiramente de fibra de carbono, o Speedtail tem forma de uma gota e linhas bem fluidas, tendo uma frente com nariz proeminente e faróis de LED diminutos. Sua cabine posicionada bem à frente dá um aspecto de carro de Fórmula 1. O hiperesportivo tem portas de abertura vertical e conjunto de rodas diferentes, sendo que as dianteiras possuem cobertura aerodinâmica enquanto que as traseiras possuem desenho em formato de turbina, e mais alongada do que a dianteira. Sua traseira é bem inclinada e possui lanternas com feixes de LED, assim como difusor de ar quase oculto, junto com as saídas de escape, com uma máscara de fibra de carbono aparente. Para completar sua suspensão é em alumínio e possui gerenciamento adaptativo.

No interior, volante e banco do motorista centralizado, O assento do motorista é de fibra de carbono, e os laterais são parte integral do monocoque. O couro que reveste os assentos foi desenvolvido para evitar movimentação do corpo com o carro em alta velocidade. Ele vem com duas telas para as câmeras digitais que substituem os retrovisores de espelho. Três telas compõe cluster e multimídia. Enquanto que alguns botões, como o de ignição e abertura de portas, estão no teto.

Com 106 exemplares programados para produção, cada um custando o equivalente a US$ 2,24 milhões, o equivalente a R$ 8,2 milhões. Os clientes têm total liberdade de customização, para garantir que não haverá dois modelos iguais. Que de acordo com a McLaren, um terço das vendas foram para clientes americanos, mas estes terão um problema adicional. É que, assim como o lendário McLaren F1, o Speedtail tem direção central e três assentos, configuração que não é permitida pela legislação dos EUA, por causa da segurança. Ainda assim, existe a possibilidade de pedir isenção especial individual junto à NHTSA. O modelo tem 5,14 metros de comprimento, ou 55 cm a mais que o superesportivo McLaren P1 e 60 cm a mais que o Chiron. A expectativa é a de que o primeiro comprador irá receber o carro em 2020.