A Royal Enfield, líder global no segmento de média cilindrada, revelou as primeiras customizações de seus modelos bicilíndricos na sétima edição do Wheels and Waves, em Biarritz, na França. As motocicletas Continental GT 650 e Interceptor INT 650 ainda não foram lançadas, mas os trabalhos desenvolvidos por duas oficinas de customização europeias e pela própria Royal Enfield já demonstram todo o potencial mecânico e de personalização.

O Wheels and Waves é um festival que une surf e motociclismo. É realizado anualmente na cidade e já se tornou um dos encontros mais esperados do universo da customização de motocicletas. Em sua quarta participação, a Royal Enfield se manteve fiel a esse espírito do festival e expressou o puro motociclismo dentro da rica cultura de customização.

As motocicletas ‘Lock Stock’, ‘Rohini’ e ‘Interceptor’ utilizaram os modelos que contam com o inédito motor bicilíndrico de 650cc recentemente apresentados pela marca – Interceptor INT 650 e Continental GT 650. As motocicletas da Royal Enfield se tornaram um dos meios de expressão artística preferidos para pilotos e customizadores em todo o mundo por conta de seu design simples e descomplicado, inspirando-os a sempre explorarem novas fronteiras na personalização. Além de uma motocicleta projetada e desenvolvida pela própria Royal Enfield, a marca teve pela primeira vez a colaboração de projetos e conceitos únicos da Young Guns Speed Shop, oficina de customização suíça, e da Old Empire Motorcycles, com sede no Reino Unido. As três versões são bons exemplos da aplicação prática da filosofia da marca, revelada por meio das expressões artísticas de alguns dos melhores customizadores da Europa e das ideias que têm sobre motociclismo.

A ‘Lock Stock’ celebra o renascimento dos bicilíndricos na forma de uma máquina veloz de corridas de arrancadas, que traz o verdadeiro potencial e capacidade do novo motor de 650cc. O modelo é a primeira customização da Royal Enfield em anos a ter duas saídas de escapamento, desenvolvidas para explorar as possibilidades mais extremas que a nova plataforma oferece. O quadro de aço típico de um modelo de arrancada foi soldado sob medida e feito em parceria com os especialistas em chassi da Harris Performance. Misturam a beleza old school e a capacidade de desempenho, aplicando as habilidades da Harris de uma forma completamente nova em uma motocicleta de corrida criada por eles. A americana S&S Cycles foi convidada a cooperar com seus anos de experiência em desenvolvimento de motores, desvendando a verdadeira capacidade do novo motor 650cc e usando-o como uma base para um motor de 865cc com injeção de óxido nitroso. A pintura da máquina segue o estilo de camuflagem Dazzle, brincando com a tradição dos fabricantes de motocicletas camuflarem seus protótipos. O trabalho minimalista das carenagens em fibra de carbono e detalhes em couro reflete as paixões individuais e a sensibilidade de design dos profissionais da Royal Enfield envolvidos no processo, demonstrando um lado totalmente diferente do que um modelo da marca pode se tornar.

A ‘Rohini’ foi uma inspiração da Young Guns Speed Shop. O modelo soma a imagem e o conceito da marca ao toque criativo dos customizadores, buscando inspiração no programa espacial promovido pela Índia com seus satélites Rohini. A customização foi projetada para adicionar um ar jovial à tradicional nostalgia britânica – que já pode ser contemplado na Continental GT 650. Durante o processo era fundamental preservar o máximo possível da máquina original, como a pintura, e ao mesmo tempo ampliá-la com uma carenagem muito fina e curvilínea e uma unidade de assento monocoque. O conceito é puramente de uma Cafe Racer, incluindo a icônica carenagem Rickman, mas a customização ainda traz uma surpresa oculta. Quando fica no escuro, uma camada da tinta refletiva da motocicleta transforma as linhas clássicas em uma manifestação de luzes no estilo “Razzle Dazzle“, embaralhando as linhas tênues entre retro e atual – consumando o encontro da Cafe Racer com a modernidade dos satélites.

A Old Empire Motorcycles decidiu despir a Interceptor INT 650 até o seu núcleo. Livraram-se de parte da carenagem, que acabava escondendo o essencial do modelo. Um trabalho de pintura em vermelho metálico profundo somado ao couro de cor Oxblood e assento Alcantara trazem um toque elegante à máquina, com um equilíbrio entre ser luxuosa e irreverente. Sua posição mais baixa e o motor escurecido indicam que há uma agressividade escondida sob o exterior mais refinado. As barras integradas escondem toda a fiação e os cabos com controles internalizados e remetem ao caráter de customização old school, que remove qualquer peça ou parte que não seja estritamente necessária. Como uma homenagem à tecnologia moderna, o modelo customizado não tem mais chaves convencionais. Em vez disso, traz uma ignição sem chave vinculada às luvas de pilotagem – mais um exemplo de estilo atemporal que pode combinar perfeitamente com o mundo moderno.