Maison suíça recebeu atletas para representar seu novo lançamento no mercado brasileiro a apresentação dos novos modelos Baume & Mercier desenvolvidos em parceria com a Indian Motorcycle. Três novas peças em edição limitada representam o espírito aventureiro representado pela marca e por Burt Munro, personagem que carregou o nome da companhia de motocicletas consigo ao longo de toda sua vida.

O evento contou com presenças especiais, como os atletas Cesar Cielo e Pepê Gonçalves, os pilotos Alexandre Barros e Felipe Fraga. Eles trouxeram a representatividade de superação de limites e quebra de barreiras que a nova coleção Baume & Mercier Clifton Club Indian quer representar. Foi em torno desse estado de espírito que a maison apresentou estes novos relógios com atributos esportivos. Peças que traduzem versatilidade e espírito de aventura, que representam homens à frente do seu tempo e, mesmo que compitam contra ele, não fazem desta disputa algo negativo, pelo contrário.

César Cielo, Felipe Fraga, Pedro Henrique Goncalves, Axel Cretinon, Alexandre Barros e Guilherme Guido

A linha CLIFTON CLUB foi apresentada no ano passado ganha novos integrantes elaborados em parceria com a Indian Motorcycle. O apelo urbano está presente em conjunto com a esportividade. Mas seu destaque está na limitação das versões apresentadas, que ampliam o desejo de consumidores, colecionadores e entusiastas.

As peças são impulsionadas por um movimento mecânico suíço de corda automática, com uma janela de data e função cronógrafo, que permite a marcação de intervalos de tempo de até 12 horas com uma precisão de um quarto de segundo. Os acabamentos estéticos combinam detalhes polidos com uma moldura em preto com taquímetro, função bastante útil para apreciadores de altas velocidades. Cada um dos modelos limitados ganha uma característica de destaque. 

CLIFTON CLUB, BURT MUNRO TRIBUTE LIMITED EDITION

Um ícone, um herói da velocidade. O relógio cronógrafo em edição limitada oferece um grande número de características desenhadas para celebrar o recorde batido por Burt Munro em 1967 – quando ele alcançou nada menos que 186,81 milhas por hora (300 km/h) de velocidade em sua Indian de 1924. O relógio apresenta um grande número 35 sobre um plano de fundo amarelo na posição de 9 horas. O número representa o número da sorte de Munro, que era estampado em sua moto.

A pulseira em tom avermelhado remete imediatamente o usuário à tonalidade adotada pela Indian Motorcycle, assim como a cor da estrutura de Munro Special, a moto modificada de Burt. O mostrador prateado possui acabamentos jateados e encaracolados que foram assim desenhados para relembrar a superfície de Bonneville Salt Flats, o deserto de sal de Utah, local onde o recorde de velocidade foi batido. O contrapeso do contador de segundos do cronógrafo apresenta um facilmente reconhecível “I”, que representa a inicial da marca de motos. Já a caixa, que possui 44 mm de diâmetro, conta com o número 184 destacado na escala taquimétrica do bisel, como uma referência direta ao recorde de velocidade em milhas batido por Munro. No verso, o simbólico logo da companhia do índio de cocar de perfil circundado pelo nome da maison e a limitação da peça.  

CLIFTON CLUB INDIAN LEGEND TRIBUTE SCOUT 

Com uma Caixa de 44 mm de diâmetro e função cronógrafo que entrega uma precisão de um quarto de segundo na marcação do tempo, o modelo conta com acabamento polido e acetinado. No mostrador, uma faixa transparente apresenta detalhes do mecanismo, que pode ser visto em funcionamento, assim como os contadores do cronógrafo são uma referência ao velocímetro de uma Indian, o recorte é uma representação do estilo apresentado pela Scout Bobber. A janela de data, na posição de 9 horas do mostrador, todo o dia 19, apresenta o ano de fundação da Indian: 1901.

A finalização deste modelo é dada por uma pulseira em couro marrom, que reflete a tonalidade dos assentos das motos Indian. A pulseira é elaborada nos Estados Unidos pela Horween Leather Company com couro de vitelo, que desenvolve uma pátina ao longo do tempo.

CLIFTON CLUB INDIAN LEGEND TRIBUTE CHIEF

Esta versão, elaborada completamente em aço, apresenta um mostrador e taquímetro em preto, com contadores para o cronógrafo em cinza. Assim como o modelo Scout, a data, no dia 19, apresenta o número 1901. O relógio também conta com uma caixa de 44 mm de diâmetro com detalhes em revestimento ADLC. Para este modelo, o acabamento da peça é dado por uma pulseira de aço de três elos. No mostrador, além do contrapeso do cronógrafo com o simbólico “I”, indicadores e ponteiros contam com revestimento luminescente Super-Luminova*.

*Super-Luminova é uma marca registrada não pertencente à Baume & Mercier