Ao contrário do que muita gente pensa o melhor amigo do homem não é o cão, é o preservativo. O cão faz gracinhas, mas é o preservativo que não deixa o homem não cair em desgraça. Jovem, adulto, idoso, casado, solteiro, tico-tico-no-fubá, hetero, homo, bi… não importa o estado civil, a faixa etária ou a opção sexual, preservativo é de fato o melhor amigo do homem e de suas parceiras também.
Só o preservativo, ou camisinha, como é comumente chamado, é capaz de prevenir doenças sexualmente transmissíveis e gravidez não planejada pra quem tem vida sexual (ativa, agitada, rara, seja como for). Cuidar da própria saúde é uma obrigação e um respeito a si mesmo. Essa história de que “macho que é macho não usa camisinha”, além de uma ignorância sem tamanho é ultrapassada e não condiz com a realidade que vivemos.
Muita gente acha que basta um exame negativo de AIDS na mão para o uso da camisinha poder ser descartado. Ledo engano. A AIDS não é a única DST existente, há ainda a Sífilis, o HPV (responsável pelo câncer de colo do útero), a Hepatite entre tantas outras. As DST´s podem se manifestar através de bolhas, verrugas, corrimentos ou feridas ou, o que é ainda pior, de forma assintomática, ou seja, sem deixar nenhuma indicação de que há algo errado.
Homens de todas as idades devem usar preservativos. Este ano a campanha para prevenção da AIDS, por exemplo, teve como foco jovens entre 15 e 24 anos, porque de acordo com pesquisas comportamentais mais de 40% dos pesquisados alegou usar camisinha somente na primeira relação o que eleva o índice de contaminação nesta faixa etária.
Outra faixa etária que preocupa os órgãos de saúde é a de homens e mulheres acima dos 60 anos. As pessoas costumam ligar a AIDS a doença de jovens a adultos e esquecem que a terceira idade é sexualmente ativa, ainda mais após o uso de remédios para ereção.
O uso do preservativo, além de seguro, pode incrementar as fantasias sexuais e criar novas formas de prazer com mais saúde. E assim como as várias raças de cães, são vários os tamanhos e tipos de preservativo para que cada um encontre aquele que melhor se “encaixa” em si.
O preservativo, ou camisinha, é o método mais eficaz para evitar a infecção e transmissão de DST´s. Usar o preservativo é um cuidado consigo mesmo e também com o parceiro ou parceira.
Para maiores informações acessem a página do Ministério da Saúde do Governo Federal: http://www.aids.gov.br/
Texto: Nadezhda Bezerra
Fotos: Divulgação