Com ar de mistério e o charme de uma jovem estudiosa, Desireé Rossi, uma paulista de 26 anos, que desde criança sonhava em ser modelo de passarela terminou indo cursar Economia por influência da família. Após três anos na Mackenzie abandonou o curso e foi correr atrás de seu antigo sonho. “Surgiu a oportunidade de fazer umas fotos pra um amigo que cursava moda, então me descobri, hoje fotografo looks de moda”, comenta Desireé em entrevista para a MENSCH. Hoje sua rotina é bem corrida e diversa, tanto pode estar fotografando pela manhã para alguma marca conservadora e no período da tarde estar envolvida em algum trabalho artístico de nu, cada dia uma novidade.

Olhando suas tatuagens e seu jeito naturalmente sexy, perguntamos se ela mesma se achava tão sexy quanto nós achamos. “Por incrível que pareça, não é nos momentos em que estou fotografando com as roupas que estão na moda, é naquele momento que estou com o cabelo ao natural e de forma descontraída, com maquiagem leve. Gosto da naturalidade das coisas”, nos confidenciou a bela.

O que te diverte? Familiares, amigos, viagens (adoro sair pra escutar música eletrônica).

Na paquera que “armas” usa? Sem dúvida o olhar! O olhar diz muito!

O que é a nudez para você? Nudez pra mim é algo inspirador, são curvas, texturas e sensações, tudo que apenas por uma foto pode ser transmitido.

O que ensinar aos homens? A admirar uma mulher realmente como ela deseja ser admirada, que nem sempre é fisicamente.

E o que aprender com eles? Sobre aprender com os homens, acredito que eles são unidos, muito mais que as mulheres, talvez aprender a amizade, acredito que não rola isso de inveja ou briguinhas fúteis entre eles, mas já com as mulheres… (risos) sai faísca!

E para beber vai um (a)… Gin Tônica.

Não resiste a um… beijinho na nuca (risos)

No momento está solteira ou amarrada? entrelaçada (risos)

Para dormir prefere… gosto dos carinhos antes de dormir, aqueles que no dia seguinte você nem sabe como dormiu, de tão bom que estava.