O GP da Turquia recebeu os pilotos com forte sol e calor, clima diferente do esperado, o que criou uma tensão a mais para as equipes, pois a grande questão era em quantas paradas nos boxes apostar, visto que a temperatura podia causar um alto desgaste nos novos pneus da Pirelli. Porém, logo depois da corrida tivemos a resposta; àqueles que optaram por quatro paradas garantiram o pódio.

E parece que esta temporada é mesmo do alemão Sebastian Vettel, hoje, em Istambul, ele acumulou mais pontos vencendo com facilidade o Grande Prêmio da Turquia. Logo no início da corrida o piloto da Red Bull saiu na frente e manteve com tranqüilidade a liderança. Com mais esta vitória, o atual campeão mundial agora soma 93 pontos, 34 a frente do segundo colocado, o inglês Lewis Hamilton, da McLaren.

Aos que foram ultrapassados por Vettel, a corrida foi marcada por muitas disputas, mas no final acabou acontecendo a primeira dobradinha da RBR no ano, tendo Mark Webber na segunda posição, após ultrapassar Fernando Alonso nas voltas finais, que teve de se contentar com a terceira posição. Vale frisar que Alonso conseguiu o primeiro pódio para a Ferrari do ano, já seu companheiro de equipe, o brasileiro Felipe Massa, terminou em 11° lugar.
O mais interessante é que os pilotos já estão se acostumando com as novidades lançadas nesta temporada, Webber, por exemplo, recuperou a segunda posição na quinta volta ao ultrapassar Rosberg usando a asa móvel e o Kers, o que garante uma surpresa a mais na disputa.
O compatriota de Felipe Massa, Rubinho, optou pela estratégia de parar três vezes nos boxes, o que talvez tenha lhe atrapalhado, além disso, ele afirmou não ter usado todos os recursos do carro e acabou com a 15° colocação. Hoje, Barrichello, inclusive confirmou que existe a possibilidade de sair da Willians, sua atual equipe, mas não entrou em detalhes.
Um grande susto no início da corrida foi protagonizado por Luiz Hamilton, sendo extremamente mal sucedido na largada, perdeu três posições e ficou atrás do seu companheiro de equipe, o também inglês Jenson Button, porém mesmo assim ainda garantiu a quarta posição. Depois de vencer na China, ele não escondeu sua decepção com o resultado de hoje.
O que destacou também na Turquia foi a péssima atuação do heptacampeão e veterano dos asfaltos Michael Schumacher, da Mercedes, que cometeu erros amadores e chegou até a se chocar com o russo Victor Petrov, da Renault, o que lhe rendeu umas paradas nos boxes e ser ultrapassado facilmente, terminando na 12° posição.
Sem grandes novidades acabou o GP da Turquia, cabe as equipes a árdua tarefa de criar mais dificuldades para Vettel, pois cada dia está cada vez mais complicado alcançá-lo, apesar de ser seu fã, confesso que seria bem mais emocionante se a Ferrari desse uma reagida. A próxima parada é na Espanha, allí vamos.
Texto: André Lima
Fotos: Divulgação, Reuters, Getty Image
Fonte: Globo, UOL, Terra

Acompanhe a MENSCH pelo Twitter: @RevMensch e pelo Facebook: Revista MENSCH