Nossa entrevistada, a apresentadora Duda Rodrigues, é uma mulher de fibra. Batalhadora, sempre correu lado a lado de seus líderes, e hoje lidera com maestria a sua equipe. Atualmente apresentando o programa “Saúde e Você”, na TV Caras, Duda passou por momentos tensos durante sua gravidez de gêmeas e a Covid-19. Guerreira, Duda superou tudo isso e hoje está aqui contando um pouco de sua trajetória até aqui. Falando de saúde e mantendo sua vida saudável, Duda segue com seus projetos e demonstra que tem muito o que nos surpreender ainda.

Duda, conte como você começou sua carreira? Sou do Interior de São Paulo, já me considero uma paulistana de coração, foi aqui que tudo aconteceu na minha vida. Há mais de 15 anos sou empresária na área da saúde com uma agência de consultoria e marketing especializada para médicos e dentistas. Há seis anos iniciei minha carreira na TV, confesso que este sim foi algo totalmente inesperado e desafiador, pois, nunca imaginei trabalhar frente às câmeras. Tudo começou em um evento que fui mestre de cerimônia e lá estava o âncora de um jornal da Record Litoral. No final do evento ele me perguntou se eu era da área de comunicação eu disse que não, meu ramo era a área de saúde e que eu dava palestras por todo Brasil, motivo este da facilidade de me comunicar em público. Então veio o convite para ir à sede da Record Litoral onde conheci os diretores que me convidaram para um projeto de fazer o quadro “Minuto saúde” na Record Litoral. Era tudo novo pra mim, nunca me imaginei trabalhar frente às câmeras e nunca havia me preparado pra isso mas como uma mulher que ama desafios em seis meses estava em uma programa de TV na Record News e aí não parei mais. Aqui estou eu com um bagagem de mais de seis anos de TV, atualmente na TV Caras, frente do programa “Saúde e Você”, falando com especialistas de todo Brasil.

Você está à frente de um programa voltado para saúde, qualidade de vida, como é falar diretamente para esse público? Como eu já trabalhava na área da saúde meu contato sempre foi direto com médicos e dentistas isso facilitou muito. Quando era mais nova fiz Patologia Clínica, mas nunca atuei na área. Em São Paulo trabalhei em diversas áreas até que último trabalho foi em uma empresa da área da saúde. Viajei por todo Brasil participando de congressos eu era secretária do dono da empresa mas eu era tão boa em vendas que ele me levava para os congressos. Era uma loucura que eu não tinha tempo para ir ao banheiro mas eu vendia muito viu (risos), como vendia. Então falar de saúde para mim se tornou algo muito rotineiro eu faço isso quase que 24h do meu dia há muitos anos. E na TV eu simplesmente coloco em prática todo meu conhecimento de uma forma direta objetiva e com uma linguagem que o público entenda. Os médicos por exemplo, muitos são professores, se deixar eles dão aula ao invés de entrevistas (risos). É nessa hora que eu faço uma tradução simultânea da linguagem técnica para o público em casa. E pra melhorar ainda mais meu conhecimento, hoje faço faculdade de Biomedicina, entrei aos 40 anos todo mundo achava que eu ia fazer jornalismo mas eu fui fazer o que eu amo e ainda vou atuar nessa área.

Qual a sua rotina de beleza? Sempre fui muito vaidosa, mas confesso que isso não tinha nada a ver com a rotina que tenho hoje. Comecei a me olhar na TV e falei preciso me cuidar! Aí veio a maternidade e junto com ela todos os sinais que uma gestante desenvolve. Como eu passei por um estado gravíssimo de saúde por conta do COVID 19 e cheguei a intubação pós parto, eu sai extremamente debilitada em todos os sentidos. Levou um tempo para eu organizar as coisas da nova vida e agora com a gêmeas, além de tentar assimilar tudo não foi fácil. Hoje confesso, sou extremamente cuidadosa com a minha rotina que iniciei com os cuidados da pele. Também voltei a praticar exercícios de musculação e muay Thai. 

Você é muito ligada à moda? O que mais curte usar? Não sou ligada à moda, às vezes acompanho uma coisa ou outra, mas nem tudo me agrada. Não sou o tipo de pessoa que usa algo só porque está na moda. Eu uso o que me deixa confortável e quanto à moda eu tenho a minha pessoal (risos). Em casa pijama, amo estar de pijama. Hoje em dia com duas filhas o coque e o pijama são meu figurino principal (risos).

Ser mãe de gêmeas, como foi isso? Consegue expressar essa dádiva, emoção? Minhas filhas foram tão desejadas que falar delas me emociona. Tive quatro gestações que não evoluíram, passei por uma cirurgia para remover oito miomas. Então eu e meu marido decidimos pelo processo de fertilização. Confesso que não foi nada fácil, mas o resultado está aí e é inexplicável o sentimento, ser mãe realmente é padecer no paraíso. Eu digo que tenho dois corações batendo fora do meu corpo, é inexplicável! 

O que há de mais especial em ser mulher? Eu não sei como responderia essa pergunta hoje, por ser mãe diria que esse é o motivo mais especial. Mas profissionalmente dizem que sou um homem de saia (risos).

Quais são as principais dificuldades enfrentadas no dia a dia, sejam no campo pessoal ou no profissional? Sem dúvida nenhuma, o maior desafio é cuidar de uma família e alinhar isso com o lado profissional. Eu tenho pessoas que trabalham comigo em casa e que me ajudam com toda essa rotina maluca que é ter duas bebês. Gente duas bebês que dormem e acordam em horários diferentes! E se uma chora a outra entende que deve chorar também (risos), chega ser enlouquecedor em alguns momentos mas eu lido bem com isso. Sou muito dona de casa muito observadora gosto de tudo muito limpo e organizado me preocupo demais com as coisas do meu marido e das crianças, quando tenho tempo me arrisco na cozinha até que cozinho bem (risos), as pessoas que trabalham em casa adoram minha comida, meu marido também. Acho que eles falam a verdade (risos). Quanto ao profissional eu só saio para reuniões que realmente necessitam da minha presença e para gravações, mas a maior parte do tempo trabalho de casa. Isso virou uma rotina pra muitas pessoas em todo mundo e confesso que facilitou muito para mim. 

Para alcançar mudanças e reverter esse quadro desfavorável, as mulheres precisam assumir o controle da situação? Olha vou ser muito sincera com você eu nunca senti nada desfavorável a mim em qualquer emprego que eu tivesse trabalhado. Eu sempre fui muito mandona, meu marido que o diga (risos) então assumir o controle é comigo mesmo. Eu nasci assim, eu sou sempre a que aprende tudo rápido entende tudo rápido, sou autodidata pra muitas coisas. Melhorei muito, mas antes não tinha paciência com pessoas que eu tinha que repetir três vezes a mesma coisa até que fui fazer coach e descobri que talvez eu não estivesse sabendo me comunicar! Então estudar obter conhecimento é importante você aprende muito principalmente a lidar com o ser humano que confesso ser desafiador às vezes (risos). 

O termo “empoderamento feminino” tem sido bastante utilizado atualmente. Qual o significado dele para você? Eu nunca me senti inferiorizada por ser mulher. Trabalho com muitos homens e nunca tive um problema por isso. Pelo contrário, tenho respeito de toda minha equipe, a maioria homens. Mas houve uma época em que me falavam que eu era a mulher do filme “O Diabo Veste Prada” (risos). Na época eu achava engraçado mas hoje entendo que as pessoas tem que te respeitar independente de você ser homem ou mulher, isso não deve ser uma imposição ou um ato por medo apenas respeito! Mas sei e tenho consciência que muitas mulheres já sofreram simplesmente por serem mulher. Afinal, vivemos em uma sociedade machista infelizmente. Mas eu sou o tipo de mulher intimidadora, sou muito confiante principalmente sobre o que tenho conhecimento.

Acredita que um dia teremos a igualdade de gêneros em todos os aspectos sociais e econômicos? Já tivemos uma mulher como presidente! Já vi âncora de jornal dizer que jamais aceitaria um salário menor estando na mesma função do colega, eu já ganhei e ganho mais que muitos homens, sinceramente não sei te dizer sobre essa desigualdade, pois, nunca passei por isso. Conheço muitas mulheres muito mais bem-sucedidas que muitos homens. Mas também tenho consciência que isso (essa desigualdade) acontece com muitas mulheres. 

Você sempre se sentiu confiante para ir em busca dos sonhos? O medo é importante, o medo é o freio. Eu preciso sentir mais medo em alguns momentos. O que vem na minha cabeça eu vou e faço independente do que os outros pensam. Meu marido é mais pé no chão, às vezes eu ouço os conselhos dele mas confesso que se eu coloquei na minha cabeça eu vou fazer do mesmo jeito. Eu sempre fui assim e confesso que se eu ouvisse o que me disseram lá atrás eu nem estaria dando essa entrevista.

Na sua trajetória até aqui, alcançou conquistas que antes nem faziam parte dos seus planos? Foi preciso se reinventar? Sim, me sinto realizada em todas as áreas da minha vida. Sou bem-sucedida profissionalmente, constitui uma família e tenho conseguido criar uma base sólida para ser a matriarca de um legado que eu estou criando dia após dia. Eu vivo com propósito, eu sou tipo de mulher que tem história e que daria um livro!

O quanto os padrões de beleza podem ser cruéis com as mulheres? Eu sempre digo que a pessoa tem que ser feliz como ela é, primeiro que se sentir feliz é um estado de espírito e isso é importantíssimo, vem de dentro pra fora e claro você precisa amar o espelho da sua casa. O padrão de beleza está em cada mulher. A mulher que está feliz emana luz, esbanja alegria. Quem se preocupa com padrão de beleza deve procurar um psiquiatra porque provavelmente essa pessoa não é feliz com ela mesma. Porém sabemos que estar feliz também faz parte estar bem de saúde. Vejo pessoas romantizando obesidade, gente pelo amor de Deus a obesidade é uma pré-disposição ao desenvolvimento de diversas doenças, então tem que se preocupar sim não por estética, mas por uma questão de saúde. Assim como pessoas que querem ser extremamente magras, algemas desenvolvem até anorexia. É disso que estou falando, não está em padrão de beleza está em se cuidar estar bem e ser feliz a estética e cada um com sua beleza! 

Quais os planos de sua carreira para 2022? Eu não paro né?! Encerro esse ano muito realizada. Eu renasci, tenho duas filhas lindas e saudáveis, consegui colocar meus irmãos de sócios da minha empresa, que pra mim foi um presente, pois foi uma forma de reconhecer todo empenho deles durante esse tempo que trabalham comigo e ainda sou sócia de uma empresa de semijoias. Eu vivo fazendo coisas, mas depois de tudo que passei em 2021 estar viva é um milagre. Como eu falei eu vivo com propósito, vivo buscando o novo. E as coisas acontecem na minha vida é impressionante como acontecem. Sou uma pessoa de muita fé em Deus. Eu sai da intubação no dia do renascimento de Cristo, eu estou vivendo uma segunda vida! Então eu sei que Deus está cuidando dos meus planos para 2022.

Fotos @angelopastorello

Produção @jordana_dantas

Beleza @mic_chagas