Quem vê aqueles artistas da “Dança dos Famosos” se jogando na pista em diversos ritmos já imagina que não deve ser tarefa fácil. Mas para Nathalia Zannin isso é puro prazer. Paulista de 28 anos, Nathalia tem na dança uma missão de vida. Onde trabalho e prazer seguem no mesmo ritmo. Com estilo mais saudável e natural nossa bela musa nos inspira e traz um desejo oculto de cair na dança seja lá que ritmo.

Como a dança entrou na sua vida? Amo dançar desde pequena, mas comecei a trabalhar com dança em 2017.

O que a dança te proporciona e já te proporcionou? A dança me fez conhecer lugares incríveis e dividir palco com artistas que sempre fui fã. Além disso posso levar alegria para as pessoas através da minha arte. 

Qual o maior desafio em ensinar um famoso a dançar? Tudo depende da entrega do outro e do quanto ele quer aquilo. Pra mim, é muito prazeroso ensinar. Ver a satisfação do famoso quando a dança está pronta é muito prazeroso!! 

Como é sua rotina de treinos e ensaios normalmente? Gosto de treinar todos os dias! Trato como minha terapia. É um momento pra cuidar de mim, da minha saúde física e mental. Ensaio duas vezes na semana e faço aulas de vários tipos de dança pelo menos três vezes na semana. 

Você tem um corpo escultural, mudaria algo? Como faz pra manter? No momento não tenho vontade de mudar nada no meu corpo. Me amo assim, do jeitinho que sou! Quando era mais nova, já tive algumas inseguranças com o meu corpo. Hoje em dia, não preocupo mais. Nunca fiz cirurgia. Acredito que com uma alimentação saudável e praticando exercícios físicos, podemos manter um corpo saudável e sarado! 

O que te encanta ou seduz na hora da paquera? Com certeza uma boa conversa, cavalheirismo e risadas. 

Na hora de curtir uns bons momentos de relax, o que faz sua cabeça? Gosto de viajar. Ir pra para praia com as pessoas que amo, relaxar, pegar sol, ler um bom livro, ouvir música e tomar bons drinks. 

Machismo tóxico, racismo ou pré-julgamentos. Já sentiu algo na pele? Se sim, como reagiu? Infelizmente, nossa sociedade foi estruturada baseada nisso! Já chorei muito quando pequena. Já vi mãe de amiguinhas minhas proibindo-as de andarem comigo. Mas depois que cresci e aprendi mais sobre minha origem, comecei a me posicionar de uma forma que as pessoas começaram a me respeitar! Nossa sociedade é muito machista, e isso é péssimo. Mas luto todos os dias contra e ensino o máximo de pessoas possível que convivo. É triste ver tantas mulheres sendo estupradas, assassinadas e oprimidas todos os dias! 

Dia da Consciência Negra, o que isso representa pra você? Representa muita luta, dor, resistência e esperança. Vejo hoje em dia meus irmãos pretos se manifestando. Não aceitando que nos calem. Vejo também que nós estamos ganhando mais espaço na TV, na moda, nas empresas, faculdades, mas falta muita luta ainda! Tenho muito orgulho da minha história e da minha cor! 

Por fim, pra conquistar Nathalia basta… Ser inteligente, ter caráter, me respeitar, respeitar meu trabalho, amoroso e ter borogodó, é claro! (risos)

Foto Paul Pex (@paul_pex)

Styling @salisabarbosa

Beleza @adelebonfim

Agradecimentos @often_acessorios (acessórios faciais), @rosebenedettioficial (braceletes)

Assessoria de imprensa Black Comunicação