Em novembro de 2017 a Clínica Cardoso & Ávila trouxe uma proposta inovadora de atendimento do paciente baseado no conceito do slow medicine, para Recife. Localizada no Pina, Zona Sul da cidade, o espaço comandado pelo casal de médicos Sávio Cardoso (Doutor em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) e Marina Ávila (mastologista, membro titular da Sociedade Brasileira de Mastologia) logo caiu no gosto dos pacientes em busca de atendimento diferenciado em um espaço que cultua a arte e não possui aparência de clínica.

A visão funcional da medicina realizada pela clínica propõe um atendimento integral, sempre olhando o paciente como um todo. O objetivo é atuar nas causas das doenças, promovendo o bem-estar através de mudanças de comportamento e um estilo de vida mais saudável, favorecendo um envelhecimento com qualidade e autonomia, como consequência de um lifestyle mais equilibrado.

SLOW MEDICINE

O slow medicine (em português, “medicina lenta”) é o atendimento mais humanizado, com tempo para ouvir e dialogando sempre com o paciente, onde o foco principal é a saúde e não a doença.

A ideia do casal inclui a arquitetura e decoração como parte do projeto, criando um ambiente mais intimista e acolhedor. “O Recife é considerado o segundo polo médico do Brasil. Nós ficamos atrás apenas de São Paulo, não pelos profissionais, mas pela estrutura, hotelaria e qualidade do atendimento. É bom perceber que os pacientes se sentem bem atendidos conosco, numa excelente estrutura, com uma qualidade de atendimento que não deixa a desejar a nenhum centro médico de fora”, destaca Marina.

Ao longo desses pouco mais de quatro anos de clínica, Sávio e Marina imprimiram a visão de atendimento multidisciplinar com excelência e foco na prevenção de doenças. “Estamos sempre preocupados com a atualização, não só médica, mas também com inovação dos serviços oferecidos, tentando acompanhar o que tem surgido de novidade”, ressalta Cardoso.

UMA BOA VELHICE COMEÇA NA JUVENTUDE

Segundo Marina é preciso intervir, também, no público mais jovem que deseja manter a saúde e está preocupado com seu futuro. “O desejo da população é viver muito tempo, mas a questão não é apenas essa. É viver muito tempo e bem”. “Queremos criar nas pessoas o entendimento sobre a necessidade de manter a saúde em dia. Isso é que vai ajudar a envelhecer com qualidade. Nunca é tarde para começar um estilo de vida mais saudável”, completa Cardoso.

O casal de médicos não só defende, como pratica um estilo de vida mais saudável e busca estimular os pacientes a fazerem o mesmo. A ideia não é simplesmente resolver um problema pontual e sim orientar e acompanhar o paciente nesse processo de mudança do estilo de vida. Para que isso seja possível, entendem e acreditam na importância de um acompanhamento multidisciplinar. “Dentro da área da saúde, como um todo, o médico não deve trabalhar sozinho. É importante o trabalho conjunto com outros profissionais, como nutricionistas, fisiologistas, profissionais de educação física, psicólogos, entre outros. Abordamos várias áreas da vida do paciente através desse atendimento multidisciplinar”, explica Cardoso.

“Entendo que passamos por um momento importante de se especializar, mas acredito que a medicina começa a fazer o ‘caminho de volta’, de olhar o paciente de forma mais global. Às vezes, o médico direciona tanto o olhar para um determinado órgão, que não consegue observar que a verdadeira causa do problema está em outra parte do corpo ou esfera da vida”, reflete Marina.

ESTILO DE VIDA QUE FAZ A DIFERENÇA

Sávio Cardoso afirma que, para quem deseja mudar o estilo de vida com foco na saúde, existem alguns pilares a serem seguidos. É importante ter bons hábitos alimentares, um sono reparador de qualidade, consumo adequado de água, preservação da qualidade e funcionamento do intestino, gerenciamento do stress e prática regular de exercícios físicos.“Nós temos muito mais responsabilidades sobre a manutenção da nossa saúde e envelhecimento com qualidade do que pensamos. Tudo depende do estilo de vida que temos. Antigamente, tinha-se o pensamento de que a genética era mandatória. Se meu pai teve câncer de próstata, por exemplo, não quer dizer necessariamente que também vou ter. Hoje é sabido que o nosso comportamento, o nosso estilo de vida, tem uma grande participação na expressão dos genes”, informa ele.

“Oferecemos as ferramentas, orientações e caminhos para uma vida saudável. No caso do câncer de mama, costumo dizer que tudo o que a mulher fizer em prol da saúde reduz as chances da doença. Cerca de 40% dos tumores de mama podem ser evitados com um estilo de vida saudável. Além disso, essa mudança no comportamento impacta também no próprio tratamento da doença e nas chances de cura. Prevenir e tratar doenças dentro dessa visão mais funcional da medicina em Portugal é o nosso desejo para o ano de 2022”, finaliza Marina Ávila.

CONEXÃO PORTUGAL

Como grande novidade para 2022, o casal anuncia a internacionalização do atendimento. Ainda no primeiro trimestre eles iniciarão as consultas em Portugal, na capital Lisboa, além de cidades como Porto e Cascais. A ideia inicial é realizar o atendimento em terras lusitanas 1 semana por mês.

A escolha do país europeu passa por uma relação afetiva de Marina. Sua avó materna, Cecília Ávila, é portuguesa, dos Açores. A médica cresceu com essa ligação com Portugal, pois sua avó fez muita questão de manter a cultura portuguesa entre todos os familiares. “Sempre fui apaixonada pela história da minha família em Portugal. Eu e Sávio gostamos muito do país e já visitamos várias vezes. Agora, o desejo vai além de turismo e lazer. Queremos implementar nossa visão da medicina e nosso estilo de atendimento em Portugal e, além disso, podermos estender essas raízes familiares às nossas filhas”, diz ela.

MAIS QUALIDADE DE VIDA NO ALÉM-MAR

Através do exercício da medicina, além do Oceano Atlântico, os médicos pretendem estimular um estilo de vida mais saudável nos portugueses, voltado para a prevenção de doenças. “Eles têm uma expectativa de vida elevada e nossa função é despertar a possibilidade de uma terceira idade ainda mais ativa e com mais autonomia. Para chegar bem nessa fase da vida, é necessário fazer um ‘investimento’ na saúde o quanto antes. Essa consciência já existe entre os brasileiros, mas ainda é pouco difundida entre os europeus. Não adianta vivermos muito com uma velhice sem qualidade”, declara Marina.

Em Recife ou Lisboa, a qualidade de vida passa por hábitos saudáveis e uma medicina cada vez mais humanizada e com tempo para cuidar do paciente.

SERVIÇO:

Clínica Cardoso e Ávila – Informações: (81) 3125-5004 | (81) 99261-4390

Sávio Cardoso veste Merino Alfaiataria e Marina Ávila veste Empório HD

Agradecimento ao Instituto Ricardo Brennand (locação)