O C-Type Continuation é um automóvel especial criado pela Jaguar Classic, a icônica marca britânica que produziu alguns dos veículos mais especiais ao longo dos anos, para homenagear o Jaguar C-type original. O veículo chega para marcar os setenta anos da vitória do modelo na competição internacional na Reims Grand Prix Meeting, em 29 de junho de 1952, onde também foi o primeiro equipado com freios a disco para vencer na competição internacional. A produção limitada do modelo foi realizada na Jaguar Classic Works, em Coventry, no Reino Unido, onde o modelo foi construído à mão, num trabalho de mais de 3.000 horas de duração.

Foi realizada uma extensa pesquisa, uso da tecnologia moderna e de conhecimentos de engenharia, além de trabalhar com modelagem CAD avançada, tudo isso para combinar os métodos tradicionais de construção que teriam sido usados no carro original. Após passar por  diversas avaliações e pelo menos 250 milhas (402 km) de testes físicos pelos engenheiros, o veículo ficou pronto para ser entregue ao primeiro cliente.

“Nossos exclusivos C-TYPE Continuation apresentam as inovações técnicas e especificações do último carro vencedor do Le Mans de 1953, incluindo o inovador conjunto de freios a disco Dunlop que foi vitorioso em Reims em 1952. Cada carro oferece uma autêntica experiência de direção para os clientes, começando até mesmo pelo procedimento de partida distinto do veículo, que nossa equipe estava determinada a realizar com exatidão”, explica David Foster, Chefe de Engenharia da Jaguar Land Rover Classic.

Estritamente limitado, os clientes recebem uma seleção de 12 cores externas, incluindo o Verde Pastel deste carro, British Racing Green e Pastel Blue com círculos contrastantes, bem como a oportunidade de selecionar sua especificação interna personalizada a partir de uma variedade de oito tons de couro. As rodas são de 16” e 60 raios que vem com freios a disco com tecnologia baseada no modelo original. Também mantiveram a silhueta aerodinâmica original do C-Type, mas com corpo de alumínio mais fino e leve e atualizações na entrada de ar.

Na parte interna os destaques ficam para o cockpit que inclui relógios e medidores Smiths, além de um volante Bluemel de 15″. Sob o capô com dobradiça dianteira, o C-Type tem um motor de seis cilindros em linha de 3,4 litros, com 220 cv de potência. Possui carburadores Weber reformados um padrão incrivelmente alto, que torna o próprio motor uma obra de arte.

Os modelos Continuation são aprovados pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e elegíveis para participar de eventos históricos da FIA, incluindo o Jaguar Classic Challenge, que acontece em uma variedade de pistas diferentes, incluindo Le Mans e Silverstone. Com o C-Type Continuation, a Jaguar acaba de mostrar por que esses carros eram tão incríveis quando foram construídos e o motivo pelo qual nos últimos anos o desejo pelos clássicos aumentou tanto entre os colecionadores. A série limitada de Continuations do C-TYPE já está disponível para venda e pode ser personalizados através do site: https://classicvisualiser.jaguar.com/