Tão importante quanto se barbear é escolher o melhor barbeador elétrico para você. Se você não quer mais usar a lâmina de barbear e quer partir para um barbeador, um ponto importante é não se deixar levar pela ideia de que o mais caro é sempre o melhor. Isso é muito relativo e vai depender da sua necessidade. Por exemplo, pense se você realmente precisa de um modelo cuja bateria dura uma hora, se você costuma fazer a barba enquanto toma banho ou se o aparelho vai ser usado somente em casa. Se você optou por usar barbeadores elétricos por achar mais seguro, até porque alguns modelos trazem cabeças flutuantes, que se movimentam conforme as curvas do rosto, e isso dificilmente provocam cortes, como acontece com a lâmina descartável, é importante saber um pouco mais.

E se você acha que é apenas ligar a maquininha e passar no rosto para se barbear, não é bem por aí. Saber manusear e dominar seus acessórios é tão importante (ou até mais) quanto tê-lo. E para quem torce o nariz justamente para esse resultado de barba nem tão lisinha assim, é recomendado apenas finalizar com a lâmina descartável. Mas antes de tudo existem alguns erros bem comuns na hora de usar barbeadores elétricos. Vamos lá ficar por dentro antes de escolher o seu modelo ideal…

1) Escolher o ideal para você – São muitas opções e nem sempre o mais caro é o melhor. O importante é escolher o que vai lhe servir melhor para seus objetivos. Você procura um aparelho apenas para fazer a barba? Ou quer também um aparador de pelos? Ou quer rosto lisinho? Defina seus objetivos e seja certeiro na escolha.

2) A importância do antes e depois – Não é por que você está fazendo a barba com um aparelho de barbear que seus problemas acabaram. Tem pessoas com pele mais sensível, pelos mais grossos ou volume diferente de pelos. Usar um creme ou gel antes é fundamental. Sabemos que muita gente na pressa e por conta do aparelho ninja que comprou simplesmente esquece esse “detalhe”, mas não abuse da sua pele. E claro, outro ponto importante, o pós-barba! Ele vai fazer sua pele a se recompor do barbear, fechar os poros.

3) Confira se a carga do seu aparelho está completa – Afinal, não tem coisa mais chata que no meio do processo faltou bateria. Assim como pode ser arriscado fazer a barba com o carregador na tomada para carregar. É bom evitar.

4) Direção certa – Assim como as lâminas e navalhas, o aparelho de barbear também precisa ter uma direção correta de corte. No caso das lâminas rotacionais, por exemplo, devem ser usadas em movimentos circulares acompanhando as curvas do rosto, possibilitando um corte rente e eficiente. Isso inclusive vai proporcionar mais durabilidade das lâminas do seu barbeador elétrico. Já no caso das máquinas com lâminas retas, o indicado pelo melhor aproveitamento é passar na direção contrária aos pelos. E para quem acha que barbeador elétrico não corta, atenção, pois o estrago pode acontecer!

5) Atenção para a manutenção – Assim como qualquer aparelho elétrico, a manutenção dele vai refletir no seu desempenho. No caso do barbeador, com o tempo ele tende a ficar obstruído com as impurezas de seu rosto, pelos e resquícios de cremes, proporcionando um barbear mais agressivo e duro. É importante abrir as máquinas, de vez em quando, limpar com a escovinha e passar um lubrificante, que geralmente vem junto com seu aparelho de barbear.

6) Sem pressão galera! – Exato, não precisa pressionar o barbeador com força no rosto achando que assim o barbear será melhor. Verifique a altura da lâmina, a velocidade e se você preparou bem a pele. E deixe rolar.