Duas máquinas se encontraram, uma na terra e outra no ar, o resultado não poderia ser mais incrível. A Aston Martin revelou uma nova edição especial do seu grand tourer DBS Superleggera que celebra o avião supersônico Concorde. O carro, apelidado de Concorde, foi encomendado pelo revendedor da Aston Martin em Bristol, e apenas 10 exemplares serão construídos. Cada um celebrará 50 anos desde o primeiro voo da aeronave, bem como o centenário de um dos dois operadores da Concorde – a British Airways.

Os 10 veículos serão marcados com suas opções de personalização Q by Aston Martin, que incluem uma pintura personalizada com cores da British Airways no estrado do teto, lâmina aerodinâmica e difusor traseiro, além de um teto de fibra de carbono preto com a silhueta da Concorde. Os carros também receberão o famoso logotipo “Speedmarque” da British Airways em cromo nas asas dianteiras, uma silhueta Concorde nas laterais e um distintivo exclusivo de asa com preenchimento de esmalte preto.

No interior, há detalhes em azul que imitam o design das cabines da British Airways, com o logotipo Concorde nos revestimentos dos bancos dianteiros. Há também um gráfico Mach Meter bordado no visor solar do lado do motorista, um forro exclusivo de Alcântara impresso com um gráfico “sonic boom” e shifters de remo feitos de titânio retirado das pás do compressor Concorde. Os toques finais incluem tapetes no padrão de design Terence Conran, emblemas de fivela de cinto de segurança fresados em alumínio sólido e placas de soleira sob medida.

POTÊNCIA SOBRE RODAS

Enquanto isso, os carros receberão números de identificação de aeronaves da Autoridade de Aviação Civil pintados de preto e placas de inspeção personalizadas assinadas pelo presidente da Aston Martin Lagonda e CEO do grupo, Andy Palmer, e pelo presidente da British Airways, Álex Cruz. Tudo isso será alimentado pelo enorme V12 de 5,2 litros e turbo duplo encontrado no DBS Superleggera padrão. Com 715 cv e 900 Nm de torque, o carro pode atingir uma velocidade máxima de 340 km / h após acelerar de 0 a 100 km / h em apenas 3,4 segundos. Apenas 6,4 segundos após a partida, o DBS pode viajar a 161 km / h. Sem dúvida um supersônico nas pistas.

“É justo que nossa grande marca britânica de carros esportivos marque a conquista das equipes incrivelmente dedicadas, talentosas e ambiciosas de britânicos e franceses. Cientistas, engenheiros, projetistas e trabalhadores de aeronaves que fizeram do Concorde e das viagens aéreas supersônicas uma realidade em nossos céus há 50 anos”, comentou Marek Reichman, vice-presidente executivo e diretor de criação da Aston Martin Lagonda.