A paixão por carros levou o paulista João Oliveira, 39 anos, assumir o posto de Diretor Geral de Operações da Volvo Cars Brasil. Formado em Engenharia Mecânica, João ingressou na Volvo como estagiário e está na empresa há 18 anos. Nesse período acumulou experiência em diferentes posições nas áreas de serviço ao cliente, desenvolvimento de rede e vendas e marketing. Desde março de 2019 a filial brasileira passou a liderar a administração dos mercados latino-americanos, e hoje tem um novo desafio em mão: promover uma mobilidade pessoal, sustentável e segura. A MENSCH conversou com João para entender melhor o cenário automotivo e os novos desafios da Volvo no Brasil.

Além de Diretor Geral de Operações da Volvo Cars Brasil, você também é Presidente da ABEIFA (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores). Como uma pessoa tão jovem ingressou no meio automotivo até alcançar esses cargos? Sempre foi um apaixonado por carros?Sou formado em Engenharia Mecânica e sempre atuei no setor automotivo, iniciei como estagiário na Volvo Car Brasil e passei por diversas funções nas áreas de serviço ao cliente, desenvolvimento de rede, vendas e marketing. Minha trajetória na diretoria da empresa começou em 2009 como diretor de Vendas e Marketing, depois fiquei à frente das operações de mercados importadores para América Latina e Caribe, passando em seguida a Diretor Comercial da operação brasileira até ocupar o posto de Diretor Geral de Operações Brasil. Depois desse cargo tive uma experiência de 7 meses fora da Volvo Car Brasil e retornei em 2020 como Diretor Geral de Operações e Inovação. Minha paixão por carros vem desde que comecei a trabalhar na Volvo. Ver como a tecnologia era usada não como um fim por si mesma, mas como um instrumento para proteger as pessoas me conquistou.

O ano de 2021 foi muito importante pois marcou o início de uma nova etapa da Volvo com o lançamento do XC40 Recharg Pure Eletric, o primeiro modelo 100% elétrico da marca.Como é comandar a companhia líder no Brasil nas categorias Plug-in e SUV Premium?  É motivo de muito orgulho. Vejo todos os dias como as pessoas que tenho a felicidade de liderar vivem a missão de promover uma mobilidade pessoal, sustentável e segura. Trabalhar por um propósito é fantástico. Muito, além disso, é ver centenas de pessoas levantando todos os dias para viver a mesma missão, em parte inspiradas pelo que escutam você dizer.

Atualmente a Volvo produz apenas modelos híbridos e/ou elétricos. O que levou a empresa a investir somente nessa linha de produção e quais as principais vantagens de um veículo elétrico?A Volvo escolheu se tornar uma empresa com foco em eletrificação porque isso é fundamental para que a gente possa seguir nossos valores e pilares, principalmente com relação à sustentabilidade. Além de eletrificar a frota, a empresa está comprometida em se tornar neutra para o clima até 2040. Assinamos recentemente a Declaração de Glasgow sobre Carros e Vans de Emissão Zero e introduzimos um preço interno de carbono de 1.000 coroas suecas, priorizamos fonte de energia sustentável para nossas fábricas, nacionalmente também temos investido muito na difusão de carros elétricos, anunciamos recentemente o maior investimento em eletrificação do país, onde vamos criar corredores elétricos para conectar o país e garantir que nossos consumidores possam fazer viagens de longa distância, sem contar a ousadia de transformar nossa linha de entrada em uma frota 100% elétrica. Estamos sendo protagonistas da transformação porque acreditamos nos carros elétricos e esses investimentos e projetos que estamos fazendo vão de encontro a tudo aquilo que acreditamos como marca. Outro ponto é que a eletrificação e os carros elétricos são com certeza o caminho para o futuro, que já começou, e tomando essa atitude desde agora, garantimos a continuidade do nosso sucesso, o crescimento e a lucratividade no setor. Eletrificação para a Volvo não é nicho nem complemento de gama, é realidade. O carro elétrico traz diversas vantagens e não só para o proprietário, mas também para o meio-ambiente.

Em comparação com outros países, como está o Brasil em relação a comercialização de carros elétricos? Acredita que será possível ver essa tecnologia aplicada também em carros populares e em quanto tempo isso ocorreria? Quando falamos de Volvo, o Brasil com certeza é um dos países melhores posicionados no mercado. Para se ter uma ideia, a Volvo Car Brasil é líder absoluta entre os híbridos plug-in. Esse ano a gente chegou à marca de 69,8% de participação entre todos os veículos híbridos plug-in vendidos no Brasil no primeiro semestre, ou seja, 7 em cada 10 carros híbridos plug-in comercializados no primeiro semestre foram Volvo. Mundialmente, as vendas de veículos elétricos e híbridos plug-in da Volvo representaram 24,6% de todos os carros vendidos globalmente no primeiro semestre.

Acredito que com o atual rumo da indústria automobilística em breve teremos essa tecnologia em carros populares, mas, para isso, vamos precisar de mais incentivos do governo com relação a eletrificação. Isso porque antes de tornarmos a eletrificação algo popular temos que ter uma infraestrutura boa para abastecimento desses veículos, algo que estamos trabalhando para fazer como montadora, mas também precisamos de mais respaldo público e privado.

Qual a visão da matriz da Volvo em relação ao mercado brasileiro?  O Brasil tem um histórico muito positivo com relação a eletrificação e tem se destacado bastante a nível global A decisão de ser um dos primeiros mercados a aderir a frota 100% eletrificada nos ajudou e tem apresentado resultados importantes para a Volvo Cars. 

Quais são as estratégias da empresa para os próximos anos no Brasil?Além do nosso C40, o segundo carro 100% elétrico da marca, que está previsto para ser lançado no primeiro semestre de 2022. A Volvo planeja apresentar um novo carro 100% elétrico todos os anos nos próximos quatro anos para o mercado. Junto a ampliação da frota, temos também o investimento em eletrificação, acabamos de nos comprometer a realizar corredores elétricos que visam facilitar viagens feitas com carros 100% elétricos no Brasil. Na primeira fase desse projeto serão criados 13 corredores elétricos que abrangem 3.250 quilômetros saindo de São Paulo e ligando a cidades como Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Uberlândia (MG), Baixada Santista, litoral norte, entre outras. Cada um dos pontos terá capacidade para carregar dois veículos simultaneamente. Esse compromisso de ampliar cada vez mais a eletrificação e torná-la algo comum está sempre em nossos planos.  

Diante de tanta responsabilidade na Volvo, o que costuma fazer para relaxar e recarregar as energias para encarar os novos desafios diários? Costumo passar algum tempo com a família na nossa casa de praia. Estou fazendo nela a recuperação ambiental de uma área de mata atlântica que estava 100% desmatada e gramada. Ver os animais voltando a frequentar a área e como a natureza tem a capacidade de se recuperar me enche de energia para seguir com a missão de promover uma mobilidade mais sustentável através da eletrificação.