Uma coisa para ter em mente antes de qualquer coisa na hora de escolher seu tênis ideal, é que, para tênis de corrida, a funcionalidade vem antes da moda. Você quer comprar um tênis que sejam um bom investimento em vez de voltar à loja para busca de um novo par que seja perfeito para você. Um bom par de tênis tem se encaixar no propósito que você deseja que eles sirvam e sejam confortáveis, mesmo quando você os usa por horas. Pensando em auxiliar na hora de comprar seu tênis ideal, bolamos um guia prático sobre tênis de corrida, para ter o que você precisa saber antes de fazer sua próxima compra.

1 – QUAL É O PAPEL DO SEU TIPO DE PÉ?

Os tênis de corrida destinam-se a um propósito específico e vários fatores devem ser considerados ao escolher o tênis de corrida. Um desses fatores é o tipo de pé. Para descobrir isso, você pode realizar uma análise de marcha para descobrir o seu arco, ou você pode usar o teste do pé molhado e descobrir a forma do seu pé a partir da impressão feita no papel. Para fazer o teste do pé molhado, molhe a parte de trás dos pés, pegue um pedaço de papel e pise nele por 10 segundos. A impressão no papel dirá se você tem um arco normal, um arco alto ou um arco baixo.

Para quem está conduzindo uma análise de marcha, você vai descobrir que é um overpronator, isso significa que você tem um arco baixo. Underpronators têm um arco alto e um pronador normal tem um arco normal. Resumindo:

PISADA NEUTRA: onde se inicia o contato com o solo do lado externo do calcanhar e então ocorre uma rotação moderada para dentro, terminando a passada no centro da planta do pé. Calçado ideal: entre amortecimento e estabilidade (veja essas categorias mais acima e qual é a sua);

PRONAÇÃO: onde a pisada também se inicia do lado externo do calcanhar, ou algumas vezes um pouco mais para a parte interna, para então ocorrer uma rotação acentuada do pé para dentro, terminando a passada perto do dedão. Calçado ideal: menos flexível, mais estabilidade e controle do movimento;

SUPINAÇÃO: onde a pisada inicia no calcanhar do lado externo e se mantêm o contato do pé com o solo do lado externo, terminando a pisada na base do dedinho. Calçado ideal: aumento do amortecimento e da flexibilidade.

Você pode realizar uma análise rápida da marcha em lojas especializadas ou pedir a um pedólogo.

2 – TÊNIS DE CORRIDA PRECISAM TER BOAS CARACTERÍSTICAS

Os tênis de corrida devem ser feitos com materiais respiráveis ​​para estimular o fluxo de ar e permitir que o calor e o suor escapem, reduzindo assim o desconforto. Ele também deve ser detalhado o suficiente para que você se destaque no escuro ou sob pouca iluminação. Seus tênis de corrida devem ter boa sola e um bom amortecimento. Ao correr, você tende a entrar em contato com objetos perigosos e a última coisa de que precisa é ser ferido por eles; boas solas fornecerão essa camada extra de proteção. O acolchoamento dos sapatos proporcionará conforto e suporte aos pés. Existem vários níveis de amortecimento, dependendo do design do sapato, e não se esqueça de experimentar alguns antes de escolher um.

3 – A MARCA IMPORTA?

O que mais importa é conseguir o calçado certo para você e, por isso, comprar de uma marca específica não importa. Você não precisa escolher o par mais caro para que seja de alta qualidade. Até porque você pode encontrar uma marca que não seja um grande nome no setor, mas ter exatamente o que você está procurando. No entanto, existe um nível de confiança que vem de comprar de uma marca que construiu um nome e reputação para si mesma. Além disso, você pode encontrar facilmente avaliações de seus produtos online, o que pode ajudar a finalizar sua decisão. As lojas pertencentes a essas marcas, têm uma boa variedade de tênis de corrida, o que significa que você tem opções de sobra para escolher.

4 – AS MEIAS SÃO IMPORTANTES?

Usar ou não meias com seus tênis depende de você e de como você se sente confortável. Se você está pensando em usar meias e precisa de algumas informações para se decidir, aqui estão algumas coisas que você gostaria de saber.

É possível correr mais rápido sem meias, mas usá-las evita bolhas, pois mantém os pés secos e protegidos. Elas também adicionam outra camada e amortecimento e conforto, pois correr pode ser desconfortável; isso ajuda a aumentar seu desempenho e eficiência. No inverno ou em dias chuvosos, usar meias pode ajudar a manter os pés aquecidos e quentinhos.

5 – CATEGORIAS DE TÊNIS

Estabilidade: indicados para corredores com peso médio que não tenha problemas graves de controle de movimento, usados em treinos mais longos com função de controlar a instabilidade provocada pela pronação.

Controle de Movimento: indicados para corredores com pé chato com grau de pronação acentuado. São mais rígidos e orientados para controlar a pronação, sendo mais pesados e com solado plano para oferecer maior estabilidade e suporte.

Amortecimento: indicados para corridas em distância maiores com a função de absorver impacto extra, para atletas com pisadas neutras ou supinadas, em geral pé cavo.

Performance: são mais leves, indicados para treinos curtos de tiro ou provas de ritmo rápido.

Trilha: são estáveis e duráveis, indicados para corridas em terrenos acidentados e instáveis.

VITRINE – OS DESTAQUES DE 2021