A ordem de compra da Hertz pode ser considerada como a maior encomenda de veículos elétricos de todos os tempos. A empresa comprou 100 mil carros da Tesla para tentar reverter a situação do seu negócio de aluguel de carros, que anda em um mau momento. Mesmo com um grande desconto, a compra custou US$ 4 bilhões aos cofres da locadora de automóveis.

O feito foi obtido após as ações da companhia de veículos elétricos dispararem quase 10%, com uma notícia da Bloomberg sobre a encomenda de 100.000 veículos da marca por parte da locadora de veículos Hertz. As entregas serão feitas nos próximos 14 meses.

Todo esse investimento faz parte da estratégia da companhia de substituir sua atual frota por carros elétricos, que estão previstos para serem entregues até o final do ano que vem. De acordo com análise do The Guardian, a compra pode ajudar na popularização da Tesla e colocar mais de seus carros nas mãos de consumidores convencionais.

A Tesla informou no dia 20 de outubro o lucro líquido de US$ 1,62 bilhão no terceiro trimestre deste ano, um aumento de 389% na comparação com o resultado obtido em igual período de 2020. De acordo com o balanço da empresa, o lucro por ação (LPA) foi de US$ 1,86 de julho a setembro, acima da previsão de US$ 1,61.

A receita da fabricante de carros elétricos no período totalizou US$ 13,76 bilhões, o que representa uma alta anual de 57%. No terceiro trimestre, a Tesla entregou 241,3 mil veículos, um aumento de 73% em relação a igual período do ano passado.

Fontes: Markets Insider, Interesting Engineering, Showmetech