óveis, quadros, paredes, passagens e cantos têm muito a dizer na clínica Cardoso e Ávila, localizada no Pina, na Zona Sul do Recife. Da porta – que, em vez de acionada automaticamente, é sempre aberta por algum dos colaboradores do espaço -, tudo é acolhedor e pessoal. Os sentidos de quem chega começam a ser impactados na entrada, de modo que a sensação de estar sendo recebido na casa de amigos substitui a impessoalidade dos consultórios médicos mais tradicionais. Projetados pelo arquiteto e colecionador de artes plásticas alagoano Lúcio Moura, os ambientes se comunicam entre si e com os visitantes. Peças garimpadas pelos médicos Marina Ávila e Sávio Cardoso, à frente da clínica, remetem à trajetória do casal e ressignificam protocolos para quem busca cuidados relacionados à saúde e ao bem-estar. As galerias de arte do Soho, sofisticado bairro de Manhattan, em Nova York, serviram de inspiração para a clínica, pautada por um conceito inovador na capital pernambucana.

“Misturamos elementos rústicos, industriais, modernos. Criamos um acervo de arte que está sempre em processo de construção. Queremos que os pacientes se sintam acolhidos e, para isso, pensamos em cada detalhe, dos quadros à playlist que se ouve em toda a clínica. Escolhi pessoalmente as músicas, como se estivesse recebendo amigos para um jantar. Queremos oferecer mais que um atendimento – proporcionar uma experiência”, explica a mastologista Marina Ávila, membro titular da Sociedade Brasileira de Mastologia. Casados e pais de Lara e Sofia, Marina e Sávio imprimem personalidade ao local, inaugurado em novembro de 2017. Ela é formada pela UFPE e especialista em Ginecologia e Obstetrícia (UNIFESP) e em Mastologia (Hospital Perola Byngton – SP). Ele, também formado pela UFPE, é Doutor em Ciências pela Faculdade de Medicina da USP, com formação inicial em Imagem Cardiovascular pelo Instituto do Coração da USP, além de pós-graduação em distúrbios metabólicos e risco cardiovascular, adequação nutricional e manutenção da homeostase – prevenção e tratamento de doenças relacionadas à idade.

Os quadros, esculturas e móveis de cada sala da clínica “conversam” com as respectivas áreas de atuação. São detalhes fundamentais para dar sentido ao todo. Marina, que dedica atenção especial a casos oncológicos, recebe as pacientes em sofá amplo diante de sua mesa: “É inusitado (para um consultório), acolhedor. Além disso, os familiares podem abraçar a paciente durante a consulta”, ela conta. Sávio, que atua nas áreas de nutrologia e prática ortomolecular, recebe os pacientes à frente de um janelão com vista para a Zona Sul da cidade. Contando com o suporte de um time multidisciplinar – dois nutricionistas, um educador físico e um psicólogo – para traçar, conduzir e acompanhar mudanças de comportamento que proporcionem mais qualidade de vida a quem chega ao seu consultório, ele vê seu trabalho ser reforçado pela sala contemplativa.

“A clínica tem um conceito próprio. Sabemos que causa impacto. Mas, de nada adiantaria esse efeito sem o rigor técnico, o profissionalismo, o preparo dos profissionais”, ressalta Sávio Cardoso. Para ele, a multidisciplinaridade pode ser apontada como peça-chave para o sucesso do projeto Cardoso e Ávila. “A multidisciplinaridade é uma tendência. Trabalhamos em conjunto, a fim de impactar positivamente a vida das pessoas, transformar seu mindset. Cada vez mais, elas têm entendido que todos nós temos responsabilidade em relação à nossa saúde, ao nosso futuro, a como vamos envelhecer. Não se pode querer ter o corpo perfeito sem disciplina, sem nenhum esforço. Ninguém ganha qualidade de vida sem uma boa alimentação, prática regular de exercícios, gerenciamento de estresse…”, complementa o médico. Para ele, a intersecção entre sua linha de trabalho e a de Marina Ávila está na aquisição de hábitos de vida mais saudáveis como forma de alcançar o bem-estar e prevenir doenças – inclusive, o câncer de mama.

 

Na clínica “sem aparência de clínica”, como define o casal, Sávio e Marina acolhem e transformam histórias de vida. O diagnóstico, a prevenção e o tratamento do câncer de mama, bem como a busca por longevidade, pelo envelhecimento saudável, pela perda de peso e por uma vida mais equilibrada estão entre as principais pautas do espaço, que levou aproximadamente um ano para abrir as portas, do projeto de Lúcio Moura à inauguração. “Queríamos que as pessoas se sentissem acolhidas. Que chegassem à clínica e encontrassem um espaço e uma prestação de serviço que não devem nada a qualquer padrão de qualidade de outras regiões do país, como o Sudeste, referência no setor”, conta a mastologista. Para o futuro, o casal planeja promover exposições de arte, eventos culturais, vernissages, distanciando ainda mais a clínica dos moldes tradicionais desse modelo de negócio. Na vanguarda, eles são referência para profissionais de saúde e pacientes que também abrem as portas para um futuro onde arte e cura se associam. Na Cardoso e Ávila, este futuro chegou.

>> ENTREVISTA

MENSCH: Como foi desenvolvido o projeto arquitetônico do espaço e qual a importância dele para o conceito da clínica?

MARINA: Lúcio é um dos grandes colecionadores de artes de Alagoas. Quando ele pensou na estrutura da clínica e nos apresentou o projeto, ele disse que imaginava uma galeria de arte. Ele queria que as pessoas não tivessem a sensação de estar num consultório médico e se inspirou nas galerias do Soho. Ele falava que não precisávamos investir em piso, teto… que faríamos algo que fosse acolhedor, que misturasse obras de arte e um estilo moderno, industrial. Ele foi muito feliz e certeiro nessas colocações. Arte e medicina se confundem. Em alguns pontos da clínica, ainda faltam alguns elementos, alguns quadros. Mas não temos pressa. Vamos garimpando, escolhendo. Na minha sala, o quadro de Daniel Cavalcanti foi adquirido quase um ano depois de inaugurarmos a clínica. Eu ainda não tinha encontrado a tela ideal para a minha sala, até que fomos ao ateliê dele e encontrei essa tela. As obras nos encontram também. Vamos montando nosso acervo. E isso transforma as visitas dos pacientes em experiências.

MENSCH: Como se deu o projeto da clínica? Quais foram as principais motivações?

SÁVIO: Sempre tivemos o sonho de construir um espaço nosso, onde a gente pudesse imprimir uma qualidade de atendimento diferenciada. Depois que moramos em São Paulo, onde fizemos nossas especializações, passamos a nos questionar: por que eu preciso ir a São Paulo para estar numa clínica bonita, equipada, com atendimento diferenciado? De nada adianta causar impacto somente pela estrutura, é claro. O principal impacto que queremos causar é pela experiência. Queremos que as pessoas vivam uma experiência aqui. Que se sintam aconchegadas, bem recebidas, acolhidas. O projeto de Lúcio se encaixou perfeitamente com o que pretendíamos. Marina atende quadros delicados, pessoas que temem ou recebem um diagnóstico difícil, e ela falava que gostaria de receber nossos pacientes como recebemos amigos em nossa casa. Este é o nosso intuito.

MENSCH: Quais as principais demandas acolhidas na clínica e como funciona o atendimento multidisciplinar?

SÁVIO: Marina atende pacientes na área de mastologia, é uma referência entre os mastologistas da região. Um grande diferencial (dela) é sua visão de prevenção. Ela entende que prevenir não é somente fazer mamografia e ultrassom todos os anos. Ela se preocupa com o peso da paciente, o sono, a alimentação. E, muitas vezes, eu me encaixo nisso. Ou o educador físico, a nutricionista. Atuamos numa equipe multidisciplinar. Isso não significa somente contar com um profissional de cada área, é trabalhar em conjunto. É uma equipe que, unida, vai impactar positivamente a vida daquele paciente. A pessoa que está no caminho correto é aquela que se preocupa com os pilares de uma vida saudável: uma boa alimentação, um sono equilibrado, um intestino que funciona bem, uma boa ingestão de água, gerenciamento de estresse. Recebemos pacientes que buscam mais qualidade de vida, mudança de hábitos, envelhecimento saudável. E o grande problema atual é, sem dúvidas, a ansiedade. Querendo dar conta de inúmeras demandas ao mesmo tempo, as pessoas dormem mal, se alimentam mal… Precisamos de gerenciamento do tempo e de senso de priorização. Priorizar o exercício, a dieta, o sono, o bem-estar.

Assista vídeo:

SERVIÇO

Clínica Cardoso e Ávila
Onde: Avenida Antônio de Goes, 275, sala 1201. Empresarial ITC – Pina (Recife/PE)
Informações: (81) 3125-5004 | (81) 99261-4390
Instagram: @cardosoeavila
clinica@cardosoeavila.com.br