BEBIDA: CHANDON CELEBRA 50 ANOS NO BRASIL

Last updated:

A CHANDON celebra sua história de 50 anos no Brasil elaborando espumantes excepcionais. São cinco décadas de pioneirismo, inovação e compromisso com a sustentabilidade e a sua comunidade. A marca apresenta iniciativas que celebram sua jornada e convida a todos para mergulhar no seu mundo de possibilidades. A CHANDON não está simplesmente no Brasil, ela é do Brasil.

Para celebrar estes 50 anos de história no Brasil e reafirmar os seus compromissos de futuro no país, a Chandon reuniu nos dias 25 e 26 de outubro na sua vinícola em Garibaldi, a Casa Chandon Garibaldi, 14 convidados entre jornalistas e influenciadores e a presença de lideranças, com Arnaud de Saignes, presidente da Maison Chandon, Nicolas Gilardenghi, presidente da Moët Hennessy para América Latina e Caribe e Philippe Schaus, CEO da Moët Hennessy Global.”

Desde a sua chegada ao Brasil em 1973, foi pioneira em diversas iniciativas que marcaram e desenvolveram a viticultura nacional. Em 1977, lançou seu primeiro espumante, o Chandon Brut. No ano de 1998, a marca se destacou ao tornar-se a primeira vinícola brasileira 100% voltada para a elaboração de espumantes. Neste ano, quando a marca completou 25 anos da sua fundação, lançou o Chandon Passion, um espumante especialmente pensado para agradar o paladar brasileiro, feito com uvas aromáticas Moscato Canelli e Malvasia de Cândia, um toque de Pinot Noir e um blush rosado na cor. Também para a celebração dos 25 anos, nasceu o Chandon Excellence, a expressão máxima da marca, elaborado com as melhores uvas Chardonnay e Pinot Noir. Este assemblage entra em segunda fermentação e amadurece no mínimo 12 meses em tanques com as leveduras e, depois, 18 meses na garrafa. É um espumante excepcional, equilibrado e complexo.

Em 2000, a CHANDON destacou-se pela aquisição de seu vinhedo próprio em Encruzilhada do Sul, sendo a primeira vinícola nesta região. Esse ano também ficou marcado pela inovação no plantio de uvas, substituindo o tradicional sistema de pérgolas para o moderno sistema de espaldeiras, fazendo com que o ar circulasse livremente evitando manter a umidade e o surgimento de pragas no vinhedo. Em 2001, a marca deu seu primeiro passo em relação à responsabilidade ambiental quando reduziu 100g de vidro de suas garrafas, lançando a garrafa de 775g. Com ela, uma das mais leves garrafas de espumantes do mercado, conseguiu reduzir 200 toneladas de vidro por ano, deixando de emitir 140 toneladas de CO2. Desde 2009, 85% de suas embalagens de transporte e cartuchos são carbono neutro.

Em 2020 a CHANDON recebeu sua primeira certificação com práticas estabelecidas em sustentabilidade, sendo a primeira vinícola de espumantes no Brasil a conquistar o certificado em viticultura sustentável PIUP – Produção Integrada de Uvas para Processamento em seu vinhedo próprio, localizado em Encruzilhada do Sul. Essa certificação foi renovada em 2021, em 2022 e em 2023. Desde 2022, se estendeu à adega de Garibaldi. 

Fruto dessa filosofia, foi lançado em 2022 o Chandon Blanc de Noir, o primeiro espumante brasileiro com certificado em viticultura sustentável, proveniente do vinhedo de Encruzilhada do Sul e o primeiro extra brut 100% Pinot Noir da Chandon Brasil.

Ao longo desses 50 anos, a CHANDON construiu uma comunidade sólida de parceiros e colaboradores que compartilham a paixão pela marca e a dedicação à alta qualidade. Isso permite que a marca enfrente desafios como oportunidades, por meio de práticas de viticultura sustentável, respeito à biodiversidade e inovações eco-friendly, buscando criar produtos que não apenas encantem os paladares, mas também respeitem a natureza.

ALGUMAS INICIATIVAS JÁ IMPLEMENTADAS NA CHANDON BRASIL:

CERTIFICAÇÃO SUSTENTÁVEL: A propriedade da CHANDON em Encruzilhada do Sul foi o primeiro vinhedo do Brasil a receber o certificado de viticultura sustentável 

MANEJO DO SOLO: A gestão do solo através da cultura de cobertura é fundamental para mitigar os problemas de erosão. No verão, a pastagem nativa da pampa e, no inverno, a semeadura de nabo, aveia e leguminosas melhoram a fertilidade e a saúde do solo, aumentando a matéria orgânica e a atividade microbiana. 

FERTILIZAÇÃO: mediante análises, aplicamos a exata quantidade necessária de adubos, privilegiando os orgânicos aos minerais. 

CONTROLE DE DOENÇAS E PRAGAS: monitoramento constante e alternativas naturais, além da redução da dosagem de defensivos químicos com as melhores tecnologias de aplicação. 

CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE E DA BIODIVERSIDADE: projetos específicos para proteger a fauna e a flora do entorno. Em especial, o projeto em parceria com a Embrapa para o replantio de Butiás que é fundamental para o bioma Pampa e que está ameaçado de extinção  

RESÍDUOS NO PRODUTO FINAL: monitorados e com tendência para zero.

SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO: controle, ergonomia e treinamento dos funcionários.

ECONOMIA CIRCULAR: o bagaço, resíduo sólido da prensagem das uvas, é transformado em composto que retorna como adubo para o vinhedo.

Esses aprendizados e histórias, obtidos por aqui, são compartilhados com outras “irmãs”, as vinícolas onde o Sol nunca se põe, de quem também é adquirido muito conhecimento. Isso através de uma rede colaborativa com 16 enólogos, de sete nacionalidades na Argentina, no Brasil, na Califórnia (que também está comemorando seus 50 anos), na Austrália, na China e na Índia. Juntas, formam um dos símbolos da CHANDON, a estrela de sete pontas onde cada uma delas representa uma de nossas seis vinícolas, e a sétima, seu espírito pioneiro.

A CHANDON tem compromissos no Brasil e no mundo, com projetos que respeitam a terra e as pessoas para garantir que os vinhos espumantes excepcionais da CHANDON sejam elaborados de forma mais sustentável. A Maison Chandon trabalha com equipes que lideraram o caminho para a preservação dos solos, para regenerar os ecossistemas e para compartilhar o conhecimento e práticas agrícolas responsáveis ​​com as pessoas e comunidades que rodeiam as 6 propriedades da CHANDON.

A Maison Chandon lançou uma plataforma global de Responsabilidade Social Corporativa e Engajamento, chamada de “Terras da Biodiversidade”. A missão é clara e os compromissos também: a Chandon está empenhada em garantir um futuro sustentável para a marca. Os dois objetivos são: Restaurar a biodiversidade das terras e dos ecossistemas que nos acolhem e promover a diversidade de pessoas e comunidades.

UM POUCO DE HISTÓRIA

A história da CHANDON começou nos anos 1950, quando ​​Robert-Jean de Vogüe, um pioneiro, explorador e enólogo de visão, foi além da tradição, buscando o não convencional. De malas na mão e espírito pioneiro Robert-Jean de Vogüe saiu à procura de um lugar que tivesse um clima perfeito para o cultivo das uvas. Chegou na América do Sul, em Mendoza, na Argentina, onde fundou, em 1959, a Chandon. Com o compromisso de elaborar vinhos espumantes excepcionais, nascia, ali, a primeira ponta da estrela da marca. A história da CHANDON estava apenas começando.  Com um olhar para novos horizontes e um explorador incansável, continuou a busca de novas terras. E foi assim que, em 1973, chegou na Califórnia e em terras brasileiras, e foi em Garibaldi que encontrou o lugar perfeito para ser o lar da Chandon no Brasil.

A CHANDON é uma rede colaborativa com 16 enólogos, de sete nacionalidades na Argentina, no Brasil, na Califórnia (que também está comemorando seus 50 anos), Austrália, China e Índia. Juntas, formam um dos símbolos da marca, a estrela de sete pontas onde cada uma delas representa uma das seis vinícolas pelo mundo, e a sétima, o espírito pioneiro. A CHANDON do Brasil celebra com orgulho 50 anos de sucesso, é reconhecida como um ícone na elaboração de espumantes excepcionais, traz no seu DNA o pioneirismo e a inovação da viticultura nacional. 

Nessa jornada a CHANDON criou raízes, desenvolveu expertise, firmou parcerias e criou um verdadeiro conceito de comunidade, que é um dos pilares da sua história. A CHANDON não está simplesmente no Brasil, ela é do Brasil. Muito mais do que a matéria prima, a marca acredita que a terra proporciona conexões, desde as pessoas até a cultura local. Em seus vinhedos no sul do Brasil, prezam pela preservação e respeito das individualidades.

A CHANDON a reafirma seu compromisso com a excelência, trazendo a expertise dos seus espumantes para a elaboração de um mundo de possibilidades. Cada garrafa de CHANDON é uma celebração da arte da vinificação, e um reflexo dos 50 anos de história no Brasil e ao redor do mundo.

Fotos: Juliano Palma | Pridia