São 05 os sentidos humanos: visão, audição, tato, paladar e olfato. Desses todos, talvez o menos conhecido ou famoso, ou que desperte mais atenção seja o olfato. Temos cerca de 25 milhões de células olfativas e por isso o ato do cheirar, aparentemente simples é na verdade complexo e por isso capaz de nos causar inúmeras sensações e emoções. Cheirar é sentir e porque não dizer, causar emoções. A memória olfativa é uma das mais fortes no ser humano, haja a vista os bebês, que ainda de visão turva, reconhecem a mão pelo cheiro. Segundo matéria da revista SuperInteressante estimular a memória é uma das funções mais importantes e mais conhecidas do olfato, por isso, pessoas com problemas olfativos às vezes não conseguem lembrar de situações passadas com facilidade, daí se costumar dizer que o olfato é também, misteriosamente, o mais nostálgico dos sentidos.

O odor está presente em tudo, inclusive no sabor. É o olfato quem nos ajuda a sentir o gosto das coisas, interessante, não? Mais interessante ainda é saber que o olfato também é um dos grandes responsáveis pela atração sexual. Segundo cientistas cada um tem um cheiro próprio, como uma espécie de impressão digital olfativa. Por isso caro leitor, fique ligado no seu cheirinho, porque ele tanto pode atrair como afastar o seu alvo de conquista.

A maioria das espécies reconhece o sexo oposto pelo odor que ele exala, é pelo cheiro que os machos reconhecem que a fêmea está no cio. Entre os humanos também há o reconhecimento do cheiro do outro, aliás, um dos primeiros sinais que um relacionamento não vai bem é o parceiro “enjoar” o cheiro do outro. Ops!

A QUÍMICA DO AMOR

Como tudo na nossa vida é regido por hormônios e substâncias químicas, com a atração sexual não seria diferente. Nesse caso, quem entra em ação é o ferormônio (presente em outras espécies também). Nossa espécie exala, através da virilha, axilas e mamilos, pequenas quantidades de ferormônio no intuito de atrair potenciais parceiros que responderão “ao chamado”. Dessa forma, a velha máxima de que foi amor “à primeira vista” pode mudar para “primeiro cheiro”.

O CHEIRO E OS PERFUMES

E já que estamos falando em conquistas pelo cheiro, nada como dar uma ajuda escolhendo os perfumes certos para cada estilo, concordam? A autora e especialista em perfumes Renata Ashcar, que escreveu o livro “Guia do Perfume e Brasilessência: A Cultura do Perfume”, nele ela explica o poder de sedução do cheiro e como fazer boas escolhas levando em consideração as estações do ano, gosto pessoal e principalmente a personalidade.

Para escolher um perfume que fique bem em você e atraia uma parceira daquelas, é importante amigo leitor, que você entenda que o aroma é dividido em 03 partes:

– Nota de saída é o cheiro que sentimos assim que abrimos o frasco de perfume;

– Nota de corpo, o que o olfato sente no contato do perfume com a pele e por fim;

– Nota de fundo, que é aquela se fixa por tempo prolongado. E é a mistura disso tudo que resulta no aroma final que você vai exalar.

Bem, agora você já tem uma noção bem geral do poder do aroma e como escolher o que melhor se adapta a seu estilo e olfato. Capriche na escolha!

E QUAL É A FORMA CORRETA DE USAR PERFUME?

Primeiro entenda que não é você tomar um banho de perfume. Vai chegar um ponto que você não vai mais sentir o quanto exagerou e as pessoas do seu lado vão ficar sufocadas. Foque em pontos estratégicos como pulsos e pescoço, as únicas partes de seu corpo que estão quase todo o tempo descobertas, o que facilita que o perfume espalhe sua fragrância. A quantidade correta não deixará aquele rastro de perfume que muitas vezes incomoda as pessoas, mas irá permitir aos que se aproximam sentir o suficiente (em um aperto de mão, abraço ou beijo).

Para uma aplicação correta vamos a 4 dicas certeiras para ser um homem devidamente perfumado e sem exageros:

1 – Primeira coisa, o ideal é colocar o perfume antes de vestir a camisa. Assim ela não vai absorver todo o perfume. Deixe seu corpo fazer isso primeiro;

2 – Borrife em um dos pulsos. Se for um “perfum”, que é mais forte por concentrar mais essência, o indicado é que você só precise fazer isso uma vez. Agora se escolher um “eau de toilette”, logo mais fraco, talvez duas borrifadas sejam necessárias;

3 – Encoste um pulso no outro para espalhar o perfume, mas não esfregue, isso pode alterar a fragrância;

4 – Passe delicadamente os pulsos no pescoço e, se quiser, próximo às orelhas. E só isso já basta, você já está pronto!

Obs: o único tipo de fragrância que você pode aplicar em todo corpo é o body splash, pois sua fórmula foi criada com um perfume mais leve justamente para não te deixar com um cheiro enjoativo e forte.