DESTINO: LA DOLCE VITA NO LAGO DE COMO

Last updated:

Neste finzinho do verão europeu tive a oportunidade de conhecer uma região da Italia que ainda não havia explorado – recebi um especial convite para um casamento de uma querida amiga que decidiu realizar seu sonho em um dos cenários mais encantadores da Italia – às margens das montanhas, no mágico Lago de Como.

E foi assim que começou minha historia de amor à primeira vista com esse lugar tão fascinante, repleto de vilarejos não tão conhecidos, ruelas, restaurantes e atrações discretas e voltadas para a forte tendência do mercado de luxo de turismo – o bem estar.

Se o Lago de Como não fosse nada mais do que um lindo lago no norte da Itália, ainda assim seria uma das principais atrações do país. Esse lago tem um dos cenários mais dramáticos do mundo, um Y invertido ladeado por encostas de montanhas íngremes e densamente arborizadas. Ao norte, estão os Alpes que ficam cobertos de neve durante a maior parte do ano, enquanto ao longo da margem do lago há palmeiras e vilas ornamentadas que, em alguns casos, tiveram origem no século XVI.

VIZINHO DE GEORGE CLOONEY

O Lago de Como é, sem duvida, um daqueles lugares de sonho que superam as expectativas. Um verdadeiro palco de ópera com mansões, jardins, balsas e lanchas em um corpo d’água de 46 km de extensão que mais parece um fiorde, do que um lago.

Uma curiosidade deve ser apresentada aqui – o nome do Lago de Como se tornou muito mais potente no século XXI. Esse destino, automaticamente, conota glamour e riqueza. Parte disso se deve à proximidade de Milão, a menos de uma hora de distância, e a frequência do público da moda. Mas, grande parte do burburinho se deve ao ator George Clooney, que comprou uma mansão à beira do lago há quase duas décadas. Ele trouxe consigo seus amigos de Hollywood, como Brad Pitt, Julia Roberts e Matt Damon, que aumentaram o glamour e o mito do lago com suas idas e vindas. Num dos passeios de lancha é possivel passar em frente a sua « villa » que fica na cidadezinha de Laglio. Hoje, sua propriedade, a Villa Oleandra, esta à venda num valor bem a cima da realidade do mercado!

Independentemente da estação, o dia perfeito no Lago de Como é passado na água, observando as mansões, parando naquelas que podem ser visitadas, almoçando e nadando. Se o seu orçamento permitir, o passeio de barco deve ser feito em uma clássica e elegante lancha Riva de madeira. Esse é um dos programas tradicionais de quem frequenta o Lago de Como . Um dos passeios imperdíveis é explorar o lago e almoçar em algum restaurante tipicamente italiano que tem seu próprio píer. Um dos restaurantes que mais apreciei pela gastronomia fresca da região, serviço excelente e uma deslumbrante vista foi o Crotto dei Platini em Brieno. Não deixem de reservar!

TODOS À BORDO

Uma outra experiência diferenciada é passear de lancha pelo lago e desfutar de um piquenique especialmente preparado pelo hotel. Nesse caso, defrutamos dessa cortesia como hóspedes do Villa Lario que organizou essa agradavel experiência para a gente.

Para aqueles que não têm acesso a um barco particular, o sistema de balsas é bastante eficiente, pois atravessa o lago e dá acesso à movimentada orla e às estreitas ruas cheias de lojas de Bellagio, permitindo explorar as tranquilas vilas de pescadores ou o famoso Tremezzo para explorar os jardins e as obras de arte de uma das obras-primas do lago – a Villa Carlotta, a favorita dos escritores do século XIX, Edith Wharton e Henry James.

Muitas villas foram transformadas em hotéis de altissimo luxo e com uma proposta diferenciada, um ambiente de residência, poucas suites, natureza exuberante, boa gastronomia, proporcionando ao hospede discreção, tranquilidade e bem estar.

Fiquei bastante surpresa em ter tido essa experiência, numa dessas villas. A minha escolha foi a Villa Lario, escondida no pequeno vilarejo à beira do lago de Pognana Lario, com apenas dezoito suítes, situada em dois acres à beira do lago.

Sua localização na margem leste, é perfeita. Pois significa que a propriedade é inundada pela luz do sol durante a maior parte do dia. Esse também é o melhor lado do lago para assistir a um lindo pôr do sol.

HOTELARIA CINCO ESTRELAS

O hotel está distribuído em dois níveis conectados por um elevador esculpido na superfície da rocha. O prédio principal, Villa Bianca, fica a 49 m acima do lago, onde me hospedei e, sem dúvida, tem uma vista para o lago de tirar o fôlego. Aqui, os interiores atraentes e elegantes parecem quase mediterrâneos, com paletas de brancos e azuis marinhos bem organizados e janelas grandes que permitem a entrada de muita luz. Há  também um lindo terraço com jardim que oferece vistas espetaculares.

No nível do lago, encontram-se o bar e uma área de lounge no Palazzo do século XIX, que combina o tradicional e o contemporâneo, com uma enorme lareira original, lindos pisos de terrazzo e uma extensão contemporânea toda em vidro que chama a atenção para o exterior. A propriedade é isolada e elegante, com algumas areas separadas – o bar e o lounge em um prédio, o restaurante em outro e a recepção numa outra area – tudo com muita harmonia. A  Villa Lario procura transmitir a sensação de uma residência particular.

A recepção tem somente uma mesa e fica localizada numa pequena área com fachada de vidro. Um  lembrete discreto de que se trata mais de uma casa do que de um hotel. O check-in é rápido e você será levado à sua suíte sem perceber. No que diz respeito às instalações, há um jardim com terraço sombreado por árvores de cedro, uma piscina de borda infinita com uma vista lindissima para o lago . Vale ressaltar que em diversos ambientes, as diferentes vistas da Villa Lario, são absolutamente sublimes. Você também encontrará uma pequena área de fitness coberta, um pier privativo de onde você pode pegar uma lancha para explorar o lago – local  perfeito também para um mergulho refrescante durante o alto verão italiano.

As suítes estão distribuídas em quatro edifíceis espalhados por jardins: Villa Bianca, sem dúvida é o coração do hotel que oferece vistas fabulosas a partir de sua localização a 160 pés acima do lago; Il Palazzo, do século XIX, que fica à beira do lago; o Pavilion, uma villa de dois quartos para aluguel particular situada na encosta, onde geralmente noivas se hospedam. O  Lago de Como  é um destino bastante em alta para casamentos, já a Garden Suíte fica escondida na vegetação da villa à beira do lago, bastante exclusiva e muito concorrida o ano todo.

A ELEGÂNCIA NOS DETALHES

A decoração da Villa Lario é bastante minimalista – suites elegantes e estilosas apresentam algumas obras emolduradas descansando em prateleiras finas de obras de arte. As enormes janelas permitem a entrada de muita luz e atraem a atenção para o exterior. Não há televisão, pois a ideia é que os hóspedes se desliguem e se concentrem na beleza do lago lá fora. Todas as suítes contam com uma mini-cozinha discretamente escondida numa decoração perfeita, com chaleira, frigobar e máquina Nespresso.

O restaurante da Villa Lario possui  enormes janelas de vidro que oferecem vista para o lago com uma decoração sofisticada (prateleiras cuidadosamente empilhadas com vasos de vidro e livros de mesa de café) – o ambiente, particularmente atraente para desfrutar um almoço ou jantar, numa culinaria com produtos locais. Acomode-se nas confortáveis cadeiras almofadadas enquanto observa os chefs trabalhando na cozinha aberta ou vá para o terraço curtir esse momento ao ar livre, enquanto aprecia a vista sublime do lago. O cardápio gira em torno de cinco ingredientes sazonais principais, dependendo da época do ano. Um conceito original e um serviço excepcional. No café da manhã, há sucos e vitaminas naturais, croissants e bolos recém-assados servidos em cada mesa e pratos quentes feitos na hora.

A hora do aperitivo, no lounge do bar – a minha preferida, sem duvida, era sempre o tradicional Aperitivo La Dolce Vita, apreciando um pôr do sol de pura magia em frente ao lago e as montanhas. Um cenário surpreendente e inesquecível!