Um treino de Jet Ski pode ser um esporte pouco usual, pois não é todo mundo que possui um brinquedinho deste em casa, que custa em média uns vinte mil reais, chegando até R$ 75.000,00, entretanto, nas praias brasileiras já é comum encontrá-los para aluguel com um preço legal, o que é muito comum no exterior. Vale lembrar que pilotando um “Jet” você ganhará bastante condicionamento, não é a toa que o esporte fazia parte do preparo físico do ídolo Airton Senna, pois além das descargas de adrenalina e endorfina é possível trabalhar vários grupos musculares, sendo assim é cada vez mais comum atletas de outras modalidades recorrerem ao Jet Ski para aprimorar o seu condicionamento físico.
 

Desde quando apareceu pela primeira vez em 1973, o Jet Ski sofreu constantes renovações. Mas a primeira idéia surgiu realmente em 1968 quando o fabricante de motos de neve Bombardier Inc. lançou o SEA-DOO, a idéia de uma embarcação movida a motor com nenhum propulsor visível era revolucionária. A inovação se deu pelo fato dos passageiros andarem de pé em uma embarcação, em vez de sentados como em um barco convencional chamava atenção. Na verdade, o design resultou em algo original demais. O novo produto da Bombardier não foi um sucesso e a empresa fechou as portas em 1970.
 
Alguns anos mais tarde, a Kawasaki Motors lançou o JET-SKI, que se tornou tão popular a ponto de muitas pessoas se referirem a todas as embarcações pessoais, independentemente da marca, como “Jet Skis.” Em meados de 1980, outros fabricantes desenvolveram seus próprios modelos e a Bombardier relançou o SEA-DOO. Desde então, a procura por jet ski aumentou espantosamente. Aqui no Brasil por ano são vendidos em média 4 mil unidades (todas importadas) a um preço que fica em torno de R$ 40 mil. Já nos EUA aproximadamente 28,7 milhões de pessoas pilotaram Jet Skis, segundo registros da Guarda Costeira Americana.
COMO FUNCIONA
 
O impulsor é um dispositivo rotor que fica dentro de uma passagem cilíndrica no corpo do jet ski. O motor gira o impulsor por meio do eixo de transmissão. As lâminas curvas do impulsor giram rapidamente, forçando a água pela passagem e através do bocal. O jet ski se move por causa do princípio descrito pela terceira lei do movimento de Isaac Newton. De acordo com essa lei, toda ação tem uma reação de mesma força, direção e sentido oposto. Nesse caso, a ação é a expulsão da água pelo bocal. A reação é o movimento do barco na direção oposta. Ao mudar a direção do jet ski, cabos conectados a direção rodam o bocal na parte traseira. Isso muda a direção da “reação igual e oposta”. Caso o bocal direcione a água para o lado direito, a traseira empurra para o esquerdo. Isso faz que a frente do jet ski gire para à direita.

QUAIS MÚSCULOS VOCÊ IRÁ TRABALHAR COM JET SKI? 
O movimento necessário para controlar o Jet Ski e segurar o guidão permite o treino de peitoral, ombros e deloite anterior, de uma forma mais divertida que um supino ou desenvolvimento. O sobe e desce do aparelho e ao travar os joelhos irá lhe garantir o trabalho de panturrilhas, glúteos e a parte interna das coxas. Outros membros como costas, braços e mãos são fortalecidos com o enfrentamento das marolas com movimentos que simulam remadas e flexão de punho.
 
DICAS PARA A HORA DE COMPRAR
 
Está pensando em comprar seu Jet Ski? Primeiro é importante avaliar suas condições financeiras, pois os custos de manutenção são muito altos aqui no Brasil. Outro fator importante é escolher o tipo que você quer adquirir, um modelo de andar em pé ou sentado, geralmente quem adquiri o primeiro JET SKI prefere os modelos de andar sentado, tendo em vista as dificuldades de utilização do outro modelo. Em seguida a dúvida é que marca escolher, tendo em vista que o mercado oferece ótimos modelos de grandes marcas como as famosas Sea Doo, Yamaha, Kawasaki. A Sea Doo e a Yamaha são as mais vendidas aqui no Brasil, até pela facilidade de assistência técnica, disponibilidade de peças e grande número de concessionárias. Os modelos mais simples da marca Sea Doo (modelos SP, SPI, SPX, XP, GTX e GS, equipados com motores 580cc, 650cc e 720cc) são apontados pelos mecânicos como os mais populares, tendo em vista a facilidade em adquirir peças de reposição, e com preços mais acessíveis. Já os modelos de 800cc com 110hp e 901cc com 130hp são mais velozes, e por consequência, com um custo de manutenção mais elevado. Há alguns anos atrás foi lançado os modelos de 4 tempos, que poluem menos e com a ajuda do dólar enfraquecido, está mais acessível sua aquisição, porém sua manutenção ainda continua muito mais cara em relação aos Jet’s 2 tempos.
 
DESTAQUES NO ESPORTE 
O atleta Tiago Geitens. Para ele, Jet Ski ultrapassa as fronteiras do esporte. Trata-se de um ensinamento de vida. Atualmente ele está com 22 anos e possui um currículo de dar inveja: é tetracampeão gaúcho, bicampeão catarinense, bicampeão sul-brasileiro, campeão da Copa Brasileira, Campeão dos Campeões, campeão Norte-Americano Surf Slam, bicampeão Argentino na categoria Ski Super Stock, campeão brasileiro na Stand Up PRO, campeão Super Games, vice-campeão brasileiro por três vezes, vice-campeão Open Sea, vice-campeão Endurance 2008, 3° colocado no Campeonato Brasileiro de FreeRide e quarto colocado no Mundial (World Finals). Recentemente esteve em Oregon e no Arizona, nos Estados Unidos, onde foi vice-campeão mundial na categoria Ski Open.
Outro é o veterano e um grande destaque em manobras sobre as águas é o catarinense de Jaraguá do Sul, Alessander Lenzi de 39 anos, que começou trabalhando na empresa da família de construção e terraplanagem quando em 1993 se iniciou na prática do Jet Ski Freestyle e desde então, adquiriu uma coleção invejável de títulos nacionais e internacionais. Tais como Campeão Mundial EUA – Lake Havasu – Profissional, Campeão Mundial de Free Ride Jet Waves, ambos em 2009. “Hoje, tudo gira em torno do jet e do meu nome. Tenho várias pessoas trabalhando para mim e que me ajudam a cuidar dos negócios, pois construo os meus próprios jets e os comercializo, faço e vendo fitas com meus vídeos, represento marcas, viajo pelo mundo inteiro fazendo shows, mantenho meu site na Internet, cuido dos patrocínios, entre outras coisas”.
TRÊS SUPER MÁQUINAS SOBRE AS ÁGUAS 
Uma verdadeira máquina das águas, o Sea-Doo RXP-X 260 2012 sofreu algumas inovações em seu design que permite mais conforto e estabilidade ao corpo durante as manobras e saltos graças à seu formato inovador do banco com sistema Ergolock, que ‘prende’ as pernas do piloto. Com o novo assento, o piloto pode fazer curvas agressivas e dar saltos sobre marolas com muito mais segurança, sem causar fadiga muscular nos membros superiores do piloto, muito exigidos nos jets convencionais. Outra característica do RXP-X 260 2012 é o casco T³ Hull, com desenho inovador, que permite curvas mais precisas, estáveis e fechadas. Além disso, o casco T³ Hull conta com novos estabilizadores traseiros, que podem ser ajustáveis em 3 posições, e sistema de regulagem do trim (V.T.S. – Variable Trim System), que altera o ângulo da propulsão, melhorando o desempenho do jet-ski. Com a proa mais baixa, o jet-ski consome menos combustível, aumentando tanto sua velocidade quanto sua navegabilidade. O Sea-Doo RXP-X 260 vem com motor 1503 XHO Rotax 4-TEC, de 4 cilindros, com turbo, intercooler e 260 cv de potência que lhe permite ir de zero a 48 km/h em menos de dois segundos. Preço em média de R$ 75 (iS) e R$ 76 mil (aS 260). Para mais informações, visite o site:
O Yamaha FX CRUISER SHO é o perfeito para quem quer o máximo de desempenho, conforto e sofisticação. Apresenta uma performance vibrante graças ao conjunto formado pelo vogoroso motor Supercharged com intercooler, 1812 cilindradas, 4 cilindros e 16 válvulas, e ao inovador casco projetado com a exclusiva fibra Yamaha NonoXcel, que além de ser 25% mais leve que a fibra convencional, diminui o atrito com a água e garante maior aceleração e navegabilidade. O FX CRUISER SHO é o primeiro jet equipado com piloto automático, o Yamaha Cruise Assiste, e o No-Wake Mode, que permite navegar na velocidade de 5 milhas por hora sem acelerar, além de outras comodidades que o tornam revolucionário. Seu painel tem mais de 15 funções, limitador de velocidade, bloqueador de partida, marcha ré, escada , espelho retrovisor, cunha de amarração e direção escamotiável. O jet atual Campeão Brasileiro 2010 na categoria Runabout GP Turbo considerada a Formula 1 do Jet ski. Preço em média de R$ 53 à R$ 59 mil. Para mais informações, visite o site: www.yamaha-nautica.com.br
O grande lançamento da Kawasaki para 2012 é o modelo Ultra 300X. Esse novo projeto vem equipado com o mais potente motor de jet-ski produzido em série do mundo. Com 300 cv de potência e casco com V profundo, o Ultra 300X proporciona estabilidade e desempenho sem precedentes na categoria. Com um motor de 1.498 cc que permite atingir 67 milhas em menos de 4 segundos. Além disso, o novo 300X possui o Electronic Throttle Valve System, que oferece vários modos de condução, incluindo o Smart Learning Operation, que proporciona aos pilotos iniciantes uma condução mais suave e segura. O Kawasaki Ultra 300X ainda vem equipado com o Electronic Trim Control, que permite a regulagem eletrônica do trim, que altera o ângulo da propulsão, abaixando a proa em deslocamento, melhorando o desempenho do jet-ski, consumindo menos combustível e aumentando tanto a velocidade quanto a navegabilidade. Outro grande destaque do Ultra 300X é o maior tanque de combustível disponível em um jet-ski, com capacidade para 78 litros. Preço em média de R$ 70 à R$ 75 mil. Para mais informações, visite o site: www.kawasaki.com
Lembrando que antes de sair fazendo manobras radicais por aí é preciso que você tenha ciência que não há banhistas no local, bem como é recomendável o acompanhamento de um treinador e estar devidamente protegido com um colete.
Fonte: Mens Health, GQ, ProNautica, Mercado Livre
 
Para saber mais: www.jetski.com.br
Acompanhe a MENSCH
também pelo Twitter: @RevMensch e baixe gratuitamente pelo iPad na App
Store.