Por Rodrigo Dantas

O Kawasaki lançou esta semana a Z900, que além do novo design, ficou mais equipada e é a mais potente da categoria. E seu visual recebeu novidades, como o chassi que recebeu melhorias. A lanterna manteve o visual no formato de Z, que é tradicional na família Kawasaki. As luzes da motocicleta agora são de LEDs: faróis, lanternas e setas. Os assentos têm novos formatos.

Outra mudança está no painel de instrumentos de TFT colorido com conexão Bluetooth. Ela traz também o aplicativo Rideology, que permite pelo smartphone gravar dados de telemetria, ver tempo para revisão e autonomia, entre outros. Ela recebeu controle de tração e modos de potência que são controlados pelos quatro modos de pilotagem: sport, road, rain e personalizável. Esses modos podem ser usados para uma pilotagem mais esportiva, ou para percorrer superfícies escorregadias com segurança, por exemplo.

Na mecânica não houve alterações, foi mantido o motor de quatro cilindros de 948 cm³ que entrega 125 cv de potência e 10,1 kgfm de torque. O sistema de escapamento foi melhorado para reduzir as emissões e atender as normas Euro5, além de ter feito ajustes para entregar acelerações mais lineares. Outra parte atualizada é a suspensão, com uma nova calibração e garfo dianteiro invertido de 41 mm com 120 mm de curso.

A Kawasaki Z900 chega em regime de pré-venda até 31 de julho por R$ 45.990, depois passa para o preço normal de R$ 47.990. A motocicleta foi apresentada no Salão de Duas Rodas de 2019.