Essa gata aí das fotos, Malu Lazari, 18 anos, fez sua estreia na TV ano passado em “Malhação – Toda Forma de Amar”, com uma personagem que nada tem a ver com ela na vida real, ainda bem. Sua personagem era a recatada Diana, e como você já pôde ver neste ensaio para a MENSCH, Malu está bem provocante. Apaixonada por atuar, Malu teve que largar sua participação em “Malhação” devido a suspensão das gravações por conta da pandemia. Mas isso nos fez ficar com um gostinho de quero mais, e cá está Malu ainda mais linda e desinibida como nossa musa. Já estamos na torcida para que ela volte logo à telinha com uma nova personagem e muito charme.

De São Joaquim da Barra, no interior de SP, para a TV Globo. Quando descobriu seu desejo de ser atriz? Eu ainda era bem novinha quando descobri o meu amor pelo teatro. Tinha só 8 anos quando protagonizei minha primeira peça e depois disso nunca mais parei. E descobri o amor pela televisão quando comecei a me aprofundar nos estudos de dramaturgia.

E como foi essa trajetória até chegar na “Malhação”? Longa. Recebi muitos “nãos” e também acabamos caindo em algumas situações complicadas…é uma profissão como todas as outras então exige muito estudo, dedicação e oportunidade. Cheguei na “Malhação” através de teste. Fiz e fui chamada para entrar no meio da história de “Malhação – Toda Forma de Amar”. E foi uma experiência incrível. 

Como foi essa mudança de uma cidade pequena para o Rio? O que levou da sua terra natal para a vida? Do que sente falta? Eu saí de casa pela primeira vez para ir morar em São Paulo. Então, para mudar pro Rio a transição foi mais tranquila, já estava acostumada com cidade grande. E eu amo minha cidade natal e sempre que sobre um tempinho eu passo por lá. Sinto falta de ter minha família perto de mim, são mais de 700 km de distância.  

Muita gente acha que vida de atriz é glamour. O que é mais difícil nessa profissão? Realmente, as pessoas associam muito a profissão ao glamour e ao luxo, mas não imaginam as horas que passamos estudando texto e personagem, gravando, repetindo a mesma cena… É uma profissão como todas as outras, tem o lado bom, mas também o lado mais difícil.  

E se não fosse atriz? Hoje em dia não consigo me imaginar em outra profissão. Sou apaixonada pelo o que faço. Mas faço faculdade de direito, então penso que talvez eu iria para esse lado. 

Quais são seus sonhos profissionais e pessoais? Profissionalmente ainda quero evoluir muito e trabalhar muito. Meu sonho é protagonizar uma novela e fazer algum projeto de época. É o tipo de trama pela qual sou apaixonada. E um dos meus sonhos pessoais é ter uma filha, mas bem futuramente (risos). 

Você fez 18 anos há pouco tempo. Como a chegada da maioridade mexeu com você? Eu sempre imaginei que faria 18 anos e no mesmo dia estaria ali pronta para iniciar o processo pra tirar minha carteira de motorista. Mas como fiz 18 durante a pandemia não foi bem assim. Inclusive, estou no processo até hoje. Como eu já tinha uma certa independência antes dos 18 não senti mudança nenhuma, o que mais mudaria pra mim seria a carteira mesmo. 

Como é seu nível de vaidade? Como lida com o espelho? Eu gosto de me cuidar. Sou mais preocupada com o cuidado interno mesmo, mas me considero vaidosa. Acho que o autocuidado é quase que uma terapia. Quando estou me sentindo mais pra baixo, eu arrumo o cabelo, faço a unha, passo uma maquiagem pronto, fico renovada. Hoje em dia tenho uma relação bem saudável com o espelho. Me respeito. Tem dias que acordo e não quero nem passar perto, mas tem dias que acordo me sentindo maravilhosa. O importante é se respeitar e aceitar que temos dias e dias.  

Onde é mais fácil te encontrar, numa balada, na praia, em casa ou em passeios mais culturais? Frequento literalmente todos os tipos de lugares. Depende do dia e do meu mood. Eu amo praia, amo balada, amo conhecer restaurantes novos, museus, cachoeiras… meus finais de semana são quase que um passeio turístico (risos) Aliás, eu fazia isso antes da pandemia, obviamente. 

Na hora da paquera, o que te atrai? O que mais me atrai é simpatia e honestidade, sem dúvidas. Gosto de gente pra cima. Energia boa me conquista. 

O que gosta de ver, ler e ouvir? Eu sou super eclética. Ouço MPB, rap, sertanejo, samba, pop na mesma playlist (risos). E sou assim também para livros, séries e filmes…costumo assistir o que está em alta e quando recebo muitas indicações eu vejo. Ultimamente tenho assistido muitas produções nacionais.  

O que tem feito nesse período de isolamento social? Passei um bom tempo mais pertinho da minha família, com meus pais, meu irmão e minhas gatas no interior de São Paulo. Estou usando esse tempo de isolamento pra estudar pra faculdade e me aperfeiçoar como artista. E tenho cuidado de mim. 

Para 2021, quais os planos? Pretendo trabalhar muito. Comecei 2021 bem focada em mim e no meu trabalho. Espero que tenha muitas novidades ao longo do ano. 

Foto Fernanda Cândido (@fernanda.candido)

Fashion Film João Portugal (@jvportugal)

Beleza Fernanda Bahyer (@fernandabahyer)

Styling Marlon Portugal (@marlonportugal)

Agenciamento e Produção AM Company (@am_company)