Localizado bem no centro da movimentada Avenida Paulista, abriu as portas este mês o esperado icônico Rosewood São Paulo, que faz parte do ambicioso projeto da Cidade Matarazzo. Projeto esse do empresário francês Alexandre Allard (conhecido por seu envolvimento no renascimento da casa Balmain) que descobriu a propriedade abandonada e a adquiriu em 2011. O visionário incorporador imobiliário a viu como uma “pérola” em meio a turbulenta Paulista. Uma área rica em história local e cheia de promessas para o futuro. Reverenciado pelos paulistanos como o lugar onde a vida começou para muita gente, o imóvel se encaixou perfeitamente na filosofia de “Sentido de Lugar” da Rosewood. O novo e elegante empreendimento de lifestyle que vem realizando uma total transformação em uma propriedade centenária, sem deixar de enaltecer e preservar seus atributos históricos que atraíram o interesse de Allard.

O primeiro hotel na América do Sul da Rosewood Hotels & Resorts, uma das mais luxuosas redes hoteleiras do mundo, traz assinatura do arquiteto Jean Nouvel, ganhador do Prêmio Pritzker, e do renomado designer Philippe Starck. O hotel foi desenvolvido a partir da antiga Maternidade Condessa Filomena Matarazzo, do início do século 20, mantendo sua identidade. No projeto, os 160 quartos elegantemente decorados e 100 suítes do Rosewood São Paulo se distribuem pela antiga maternidade e por uma inovadora torre com jardim vertical projetada por Jean Nouvel. Isso sem falar de duas piscinas, espaços para eventos, cinema, estúdio de música, além do Asaya, conceito de wellness integrado da marca Rosewood. Um detalhe que faz toda a diferença na experiência que é o Rosewwod, todas as instalações Um detalhe que faz toda a diferença na experiência que é o Rosewwod, todas as instalações contam com uma coleção permanente de arte com mais de 450 obras de 57 artistas brasileiros contemporâneos. A Capela Santa Luzia, datada de 1922, também foi reformada e passa a ser usada para casamentos e celebrações.

“Transformar edifícios históricos em hotéis não é apenas uma tendência, mas uma solução para preservar e restaurar prédios públicos, como hospitais, ou edifícios religiosos”, comenta o arquiteto Lionel Scharly, do Scharly Designer Studio de Nova York (sem ligação com o projeto da Rosewood).

INCRÍVEIS EXPERIÊNCIAS GASTRONÔMICAS

Com incríveis seis espaços gastronômicos do Rosewood São Paulo, a experiência gastronômica fica ainda mais completa. Ao todo são seis: o Blaise, restaurante de cozinha francesa e suíça combinadas; Taraz, com cardápio do chef Felipe Bronze, inspirado na cozinha sul-americana com pratos para compartilhar; Le Jardin, espaço do lobby aos jardins do hotel, com gastronomia moderna durante o dia todo; Rabo di Galo, bar com pocket shows e drinks clássicos do Brasil; Emerald Garden Pool & Bar, restaurante de culinária confort; e Belavista Rooftop Pool & Bar, para os hóspedes aproveitarem a vista panorâmica da cidade.

Comandada pelo chef executivo Felipe Rodrigues, ao lado do padeiro chefe Felipe Oliveira, a equipe culinária conta ainda com destaques como a sous chef executiva Rachel Codreanschi, a chef confeiteira Saiko Isawa, e a chefe de mixologia Ana Paula Ulrich.