Não tem pra ninguém, Duda Castro está de volta à MENSCH e ainda melhor, na nossa CAPA! E ainda melhor, mais sexy, provocante e com uma novidade “apenas para fãs”! Nossa real brazilian icon nos EUA, posou para um ensaio em Los Angeles cheia de atitude e nos conquistou de vez.

Duda, a novidade é sua estreia na plataforma OnlyFans. Como surgiu a ideia? Uma das novidades! (risos) Além da quantidade de pedidos que venho recebendo dos meus seguidores, também recebi um convite exclusivo do OnlyFans como um dos rostos “mais desejados” na plataforma. Por falta de conhecimento e me baseando no tabu que a mídia tanto pregou sobre o OnlyFans acabei negando o convite inúmeras vezes. Este ano resolvi dar a oportunidade para algumas reuniões e depois de um estudo profundo sobre a plataforma acabei me apaixonando pela ideia de ter uma conta. A plataforma me permite construir um relacionamento mais íntimo com os meus fãs, mais próximo… atendendo pedidos e priorizando o meu tempo e criatividade 100% para quem realmente ama o meu conteúdo. 

E como anda a expectativa para esse novo projeto? O que podemos esperar de Duda no OnlyFans? Uma dose diária de surpresas! OnlyFans me permite ser eu mesma sem colocar limitações em que devo ou não postar, dando a oportunidade para meus fãs me conhecerem de verdade e fazer parte do meu dia a dia de uma forma mais próxima. Além de conteúdo exclusivo meu fandom também terá a oportunidade de conversar comigo diariamente em particular, me dando a oportunidade de conhece-los também. Além de ter acesso exclusivo do meu dia a dia, também divulgarei partes do meu documentário que será lançado em breve. Temos tantas coisas que será lançado na plataforma que de verdade não sei nem por onde começar…Estou extremamente empolgada! 

Essa “invasão” permitida da intimidade controlada chega a ser instigante e provocante. Qual o limite? O que é permitido e o que não é? Acho que apenas assinando a minha mais nova plataforma para descobrir! 

Existe um pouco de fetiche por trás desse tipo de ação. Você curte um fetiche? O que faz sua cabeça? Acho que depende muito do ponto de vista de cada um quando o assunto e a plataforma! Mas se o assunto for fetiche, let’s talk about it! Nunca fui de trazer à tona o que faço entre quatro paredes mas também sempre fui aberta nos meus gostos “atípicos” quando me perguntam. Não faço disso uma regra e a vontade varia de acordo com o momento, porém o estilo de vida sadô-masô moderado mexe com os meus “sentimentos” de uma forma elevada (risos). Vejo este tipo de relação uma forma de entrega e cumplicidade, precisando respeitar e entender os limites um do outro. Independente dos tipos de fetiches, o importante é a concordância dos envolvidos. Mas claro que tenho uns fetiches mais tranquilos… como lugares públicos, tatuagens, espelhos e roupas sociais… 

O fetiche em si ainda é um tabu muito grande na nossa sociedade, ainda existe muito preconceito. Por que ainda acontece isso? O preconceito na minha opinião não está apenas no fetiche em si e sim a tudo relacionado ao ato sexual. Pra mim o tabu começa dentro de casa e quando existe uma exposição como essa o ser humano acaba tendo uma rejeição natural a tudo que envolve sexo; como o fetiche e fantasias sexuais ou até mesmo o assunto sobre. O preconceito e medo sobre o tal assunto chega a ser uma coisa imatura, ainda mais com a facilidade que temos de ir atrás de informações se preciso. Viemos do ato sexual, e a ele voltamos para conhecer o nosso próprio corpo, descobrir o outro e dar origem a outra vida. E importante desassociar prazer de pecado! O fato de você não ter intimidade com seus próprios desejos acaba refletindo negativamente na sua vida sexual. Desde que haja consentimento e satisfação mútuos com seu parceiro, ter um fetiche pode apimentar a relação e deixar a vida sexual mais prazeroso e saudável.

Quais seriam os 50 tons de cinza de Duda Castro (que você pode nos contar, claro!)? Este título me traz memorias! Vivi algo bem próximo do que o personagem Christian Grey e Anastasia Steele viveram (risos). No final de 2018 estava ficando com o meu “celebrity crush” quando tivemos a ideia do tal contrato. Estávamos em uma fase de nossas vidas onde éramos movidos de uma certa forma pela adrenalina e aquele frio na barriga de manter tudo aquilo em segredo dos demais. Mantivemos isso em segredo por meses até o melhor amigo dele encontrar o tal “documento” dentro do carro. Admito que vivi algumas loucuras mas todas com pessoas de uma grande importância na minha vida o que fez ser algo significante. Me fascina descobrir com alguém que tenho um certo sentimento até onde pode chegar as nossas limitações.  Gosto de emoção e sentimentos profundos… Além de ser extremamente romântica. Os meus 50 tons de cinza?! Esse deixo na imaginação de vocês! 

Com o isolamento social muita gente migrou para os relacionamentos virtuais. Com paqueras, namoros e até sexo online. Como você vê isso? Já teve experiências desse tipo? Eu sou da era digital! Vejo isso com a maior naturalidade do mundo, mantendo sempre em mente os “pros e contras” do que um relacionamento virtual pode trazer para sua “vida real”. Pra quem me acompanha por um tempo sabe que um dos meus relacionamentos mais intensos saiu do mundo virtual, sem existir barreiras para que laços emocionais se formassem mesmo com toda a distância que havia entre nos. Mas como disse temos que ter a ciência do outro lado da moeda, não deixando a internet tornar um facilitador, um refúgio para aqueles que desejam, por um motivo ou outro, escapar das interações sociais do mundo real.

Como ter controle das redes sociais? É possível? E possível e necessário para o bem estar de todos! A quase 3 anos atrás percebi que tinha perdido o controle no momento que tive medo da desconexão.  A falta de uma certa quantidade de “likes” hoje em dia chega a mexer com a autoestima de alguns fazendo que a pessoa se questione de si próprio, ao ponto de não se achar bom o suficiente em certo aspecto. Pessoas que abusam das redes sociais experimentam síndrome de abstinência, mal-estar emocional, insônia, afastamento da vida real entre outras coisas. Além de ser normal hoje em dia a agressividade atrás de uma tela, o tal cyberbullying.  Este e um assunto que posso falar dias sobre mas pra resumir o meu pensamento em relação a esta pergunta e necessário uma desintoxicação; Desative as notificações, procure um hobby, apague aplicativos que não mudara nada na sua vida e faca que seu tempo na internet seja de aprendizado e até mesmo um momento de luxo. 

Cancelamentos e haters, como administrar isso? Já sofreu muito com isso? Diariamente! Isso ja mexeu muito com a minha saúde mental. Mas ao passar dos anos aprendi que o primeiro passo para você lidar com haters é entendê-los! Tem uma frase do Augusto Cury que diz “Por detrás de uma pessoa que fere há sempre uma pessoa ferida. Ninguém agride os outros sem primeiro se auto agredir. Ninguém faz os outros infelizes, se primeiro não for infeliz.” Qualquer pessoa que tem a coragem de agredir outra possui na verdade um problema consigo própria, está na raiz. O remédio contra o ódio é a compaixão então isso precisa ser praticado. E entender que aquele que pratica o odeio alheio precisa de ajuda! O que o hater quer e atenção então retrucar seu odeio você estará entrando na mesma armadilha que a pessoa está preso. Tenha compaixão, ignore e foque nos que te trazer amor e luz. No final do dia se está atraindo haters, é porque o que você está fazendo é realmente significativo.

E como foi produzir essas belas fotos? O que você queria com esse novo ensaio? Pra ser bem sincera com vocês, fiquei um pouco nervosa no começo deste photoshoot. Pela primeira vez não estava de uma certa forma atuando um personagem e sim trazendo à tona um lado pessoal meu. Gosto de inovar e como já devem ter percebido provocar também… 

Se sente mais segura com seu corpo hoje em dia? Como se cuida? Por um tempo briguei bastante com o espelho devido a comentários maldosos que recebia de seguidores. Coloquei na minha cabeça que eu tinha que ter um corpo baseado no que a “tal” sociedade pregava. Mas com o passar do tempo e claro crescimento e maturidade aprendi que só quem gosta se si como um todo, consegue gostar de si fisicamente. Hoje em dia foco muito no meu interior, sem deixar a alimentação, malhação e boxing de lado.

Que tipo de convite te tira de casa feliz? Viagens a lugares com muito verde e de preferência sem sinal (risos). Desligar do mundo virtual pra mim acaba sendo algo fundamental, até mesmo para o meu processo de criação e saúde mental. E se eu conseguir fazer isso em um lugar rodeado de natureza ai sim você me vera completamente realizada e de uma certa forma de volta a minha raiz. Gosto também de convites para praticar algum esporte como wakeboard ou snowboarding…Isso pra mim e um “date” e tanto!

E na hora de relaxar, o que faz sua cabeça? Gosto de colocar uma roupa extremamente confortável, escutar vinyls acompanhado de um pelo vinho. Gosto muito também de colocar colchões do lado de fora da casa e passar a noite assistindo filmes debaixo da luz da lua. O segredo e ser criativa até mesmo no momento de relaxar… (risos)

O que podemos esperar para este ano ainda? Tem muita coisa por vir! Mas hey…so conto no www.OnlyFans.com/DudaCastro

Photographer Kent Avery

Assessoria / Mkt RL Assessoria 

Ryck Leonavicius 

Hair Graham Nation

Make Up Rubina Ahmed

Stylist Khai Lawrence

Location Notorious • Beverly Hills, CA