Por Fernando Russo / Fotos Divulgação

Degustar um excelente vinho cercado de vinhedos verdes com picos nevados ao fundo parece uma experiência de luxo Europeia, mas está bem mais próxima e acessível do que imaginamos. Mendoza oferece um roteiro de vinhos maravilhoso que em nada deixa a desejar aos tradicionais roteiros Europeus.

Localizado nos pés da Cordilheira dos Andes mais próximo de Santiago do que de Buenos Aires Mendoza é uma cidade pacata e agradável famosa por produzir alguns dos melhores vinhos das Américas. As principais plantações de vinhedo ficam em três regiões próximas a cidade: Lujan de Cuyo, Maipo e Vale do Uco. Vale reservar um dia para cada região visitando de duas a três vinícolas por dia. Comece por Lujan onde está uma das bodegas mais famosas da Argentina, a Catena Zapata. Parada obrigatória em quase todos os roteiros é aqui que são produzidos alguns dos vinhos mais premiados do país. A estrutura é moderna e o centro de visitantes imita uma luxuosa pirâmide Asteca cercada de vinhedos. A visita vale principalmente pela degustação com várias opções no cardápio incluindo os rótulos mais especiais da bodega.

 

Na pequena cidade de Maipo estão outras das gigantes do mercado, como a Trapiche e a Zucardi. A segunda oferece uma estrutura excelente para almoço no meio dos vinhedos e é uma ótima opção para quem quer conhecer mais sobre o processo de produção industrial dos vinhos e aprender algumas técnicas de degustação. Não deixe de visitar a pequena e charmosa Bodega Carinae. Administrada por um casal de franceses que recebem pessoalmente os visitantes, a Carinae é a oportunidade de conhecer uma vinícola artesanal e ouvir a história de vida dos proprietários e sua paixão pelo negócio. A degustação é conduzida pelos próprios proprietários no jardim da bodega em clima caseiro. Depois da visita é impossível resistir à compra de um dos seus vinhos excelentes.A região mais distante do Vale do Uco guarda algumas das paisagens mais bonitas da região e vale a visita apesar da distancia de mais de 100 km de Mendoza. Aqui o destaque está na moderna e sustentável bodega O Fournier. Com um projeto arquitetônico diferenciado essa bodega inova não só na construção, mas também na recepção dos convidados. A degustação é oferecida apenas a clientes com reserva para refeição e é acompanhada de um delicioso menu degustação harmonizado com cada vinho servido. O restaurante com grandes janelas de vidro tem vista para os Andes e os vinhedos. Em nossa visita acabamos passando a tarde inteira na vinícola apreciando com calma cada prato e cada um dos excelentes vinhos servidos.

Reserve também ao menos um dia para curtir a cidade de Mendoza que tem belos casarões históricos e um parque maravilhoso. Vale se hospedar no Grand Hyatt que fica na praça central com acesso fácil a vários restaurantes e bares da cidade. Se não tiver disposto a investir em um cinco estrelas opte pelo Hotel NH Cordillera que tem ótimo custo benefício e também fica no centro da cidade. Como as degustações de vinho são parte fundamental do passeio opte por um carro com motorista ao invés de alugar seu próprio carro. Assim é possível curtir o conforto de visitar em pequenos grupos algumas vinícolas mantendo o roteiro flexível, sem ter que encarar uma estrada Argentina com cinco ou mais taças de vinho na cabeça.A noite não deixe de visitar dois restaurantes espetaculares. Os carnívoros podem abrir os trabalhos no excelente Dom Mario. Longe do centro esse é o restaurante favorito dos locais quando o assunto é parrilha. Quem busca um jantar mais sofisticado deve conhecer o Restaurante Frances Malmo que fica dentro da Bodega Escahuela a poucos minutos do centro da cidade. Vá a Mendoza com pelo menos quatro noites para curtir o roteiro com calma, afinal são mais de 2.000 bodegas e visitar mais de três por dia é experiência etílica comparável a um dia de Oktoberfet. Mendonza é um roteiro maravilhoso que assim como um bom vinho deve ser apreciado com calma e tranquilidade.