Bastou o ator Giovanni Dopico fazer sua estreia na TV e logo viu sua vida virar de ponta a cabeça. No caso a estreia que falamos foi em “Malhação” e seu personagem, Santiago, chegou criando polêmica dentro e fora da novelinha com um romance gay. Para Giovanni apenas mais um personagem, que por sinal nem imaginou que conseguisse o papel. Mas deu certo e desde então ele só tem colhido elogios. Aos 23 anos Giovanni tem sido apontado como um dos grandes destaque dessa temporada, prometendo dar o que falar seja lá em que personagem for.

Giovani durante a infância já se imaginava ator? Como foi o primeiro contato com as artes? Na verdade eu sempre fui muito voltado pro lado artístico, desde pequeno desenhava, pintava…até que no colégio eu tive meu primeiro contato com o teatro e me apaixonei.

Como é sua relação com a família? Eu sou bem família na verdade. Sempre estamos juntos, eu acho que a família é a base de qualquer pessoa.

Você se formou em artes cênicas e continua estudando. Conte um pouco sobre sua formação? Eu fiz Engenharia antes de tudo, não sabia muito bem o que fazer e resolvi fazer engenharia porque meus pais são engenheiros. O tempo foi passando e eu percebi que o que eu queria mesmo era artes cênicas. Mudei de curso e hoje eu estou terminando minha Faculdade de Administração e já terminei meu curso técnico Artes Cênicas profissionalizante.

Como foi sua reação ao ser chamado para o teste de um personagem que iria viver um romance gay em “Malhação”? No começo eu achei que não fazia o mínimo perfil do personagem, mas fiz o teste mesmo achando que não passaria.  Estava bem enganado. (risos)

Como está sendo a repercussão do seu papel entre com público e fãs? O público está adorando, recebo muitas mensagens positivas. Fico muito feliz que estão curtindo.

Qual foi o maior desafio do personagem até aqui? O maior desafio foi tentar entender esse mundo que eu desconhecia. Preconceitos, medos que frequentemente são enfrentados pelos gays, e que eu não fazia ideia.

Em se tratando de intimidade, quais são as armas de sedução que não podem faltar para te conquistar? Eu gosto quando a mulher é segura, ousada, mas não pode ser marrenta. Eu acho que a mulher ser segura e ousada pra mim já é meio jogo ganho. (risos)

Você se considera romântico? Sim, quando eu gosto sou bastante romântico!  Tento sempre agradar a ela. Mas também não muito meloso, não é muito o meu estilo. (risos)

O que faz para se manter em forma? Eu jogo bola, altinha, corro também, tento praticar o máximo de atividades físicas, possível… mas pra me manter em forma gosto de me alimento bem.

Qual a viagem dos sonhos, que você ainda não fez? Pretendo ir a Indonésia…fazer uma viagem de surf com meus amigos!

Quais são seus projetos pra 2019? Trabalhar bastante, estudar e me aperfeiçoar como ator!

Deixe uma mensagem para os leitores da MENSCH! Acredite nos seus sonhos, lute por eles até o fim! O céu não é o limite!

Fotos Vinicius Mochizuki

Direção Criativa e Stylist Márcia Dornelles

Agradecimentos Rodrigo Rodrigues

Giovanni Veste: Costume Eduardo Guinle, jeans Convicto, acessórios Metaus e Panna