NEGÓCIOS: DIRECT IMÓVEIS – INOVANDO SEM PERDER TRADIÇÕES

Last updated:

A DIRECT IMÓVEIS SE DIFERENCIA NO MERCADO IMOBILIÁRIO COM CAPACITAÇÃO INOVADORA DE CORRETORES E VALORES QUE A CONSOLIDARAM NO RAMO HÁ MAIS DE 20 ANOS

Por Larissa Lins

Muito antes da experiência do cliente ocupar posição de destaque nos principais debates dos ramos de vendas e prestação de serviços, a Direct Imóveis já apostava em desdobrar esforços para atender sua clientela de forma efetiva e personalizada – fundada no ano 2000, com foco claro em customizar seus atendimentos a partir das necessidades de quem a procura, inicialmente dedicada ao que seus sócios chamam de “bons e poucos negócios” em parceria com grupos como Brennand e Odebrecht. Foi na Reserva do Paiva, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife, que consolidou a posição que ocupa até hoje no mercado imobiliário nacional e internacional, inovando sem abrir mão de tradições.

“Nossos valores vão além das vendas. Se baseiam em criar relações e ciclos contínuos de negócios com nossos clientes com retidão de conduta, profissionalismo, transparência, ética, confiabilidade e especialmente entrega de resultados”, lista o empresário Gustavo Morais, que está à frente do negócio como sócio majoritário junto à Ateniense Machado, ao lado dos também sócios Tiara Yokota, Lucas Colletto e Carlos Machado. Para introduzir tais valores no mercado de duas décadas atrás e torná-los referencia da Direct, foi preciso capacitar corretores de maneira inovadora para o segmento, o que marcou a história da empresa – todos os contratados para a função eram e são submetidos a treinamentos de vendas, oratória e até mesmo regras de etiqueta. Mas ser corretor era uma espécie de ‘plano B’, quase uma alternativa para profissionais que não encontravam sucesso em suas áreas de formação. “Mas, nós entendemos que, com público e produto tão diferenciados, precisávamos de um time extremamente capacitado , qualificado e realmente disposto a atuar naquela área”, lembra Morais.

Por produto, vale destacar, que ele se refere aos primeiros empreendimentos na Reserva do Paiva, quando o destino ainda não era reconhecido no mapa de bons investimentos imobiliários, como é atualmente. Aproximadamente R$ 6 mil em valores da época eram investidos no preparo de cada corretor, e a venda de 65 das primeiras 66 casas inauguradas no Condomínio Morada da Península, um dos primeiros a ser erguido no Paiva, coroou a estratégia de capacitação. Parcerias com escritórios de arquitetura e advocacia contribuíram para a formação de ponta daqueles primeiros corretores da Direct durante o início dos anos 2000, enquanto a imobiliária se estruturava em parceria com o Sebrae-PE/TGI para expandir seus domínios no Paiva e se consolidar no setor.

“Buscamos sempre superar a expectativa do nosso cliente. Naquela época, conquistamos algo que sequer esperávamos – a exclusividade de venda. Significava que qualquer empresa que quisesse vender propriedades no Paiva, precisaria se articular através da Direct”, revela Morais. “Quando o restante do mercado adentrou o Paiva, já tínhamos cinco ou seis equipes atuando naquela região, operacionalmente independentes e com diferentes estratégias de venda. Esse posicionamento reforçou o valor de um de nossos principais diferenciais – o nível de preparo da nossa equipe”, complementa.

Hoje, a Direct atua para muito além da Reserva do Paiva, embora com posição de liderança estratégica na região, e não se restringe às transações de compra, venda e aluguel de imóveis. Faz negócio em países da América do Sul, América do Norte, África e Europa, tendo como norte a ideia de prestar a assessoria necessária à realização de intermediações imobiliárias, com amplo acompanhamento jurídico e operacional. “Podemos dizer que não vendemos produtos. Nós atendemos clientes, porque nosso foco está no cliente e em buscar as melhores soluções para suas demandas”, detalha Ateniense. “Quer seja um cliente desejando adquirir um apartamento com diretrizes determinadas quer seja um cliente com terreno disponível para que encontremos as melhores finalidades para a área. Embora as vendas sejam nosso carro-chefe, prestamos consultoria em desenvolvimento imobiliário e articulamos operações sob medida. Criamos soluções criativas para cada cliente, sempre antenados com as tendências do mercado imobiliário e financeiro. Muitas vezes, é um trabalho de longo prazo, alta especificidade e muita persistência”, adiciona. Apoio e estratégia à desmobilização de patrimônio imobiliário para mudança de perfil de carteira, diversificação para aumento de rentabilidade, bem como assessoria na avaliação de patrimônio e na aquisição de ativos fora do Brasil, em especial, operações de sale and lease back e BTS em Portugal, garantindo renda de aluguel em euro com contratos de logo prazo e rentabilidade expressiva de imóveis comerciais ou de hotelaria, que podem ser alavancados por operações com banco europeus, estão entre os serviços básicos prestados.

AMADURECIMENTO PROFISSIONAL

Com 25 colaboradores, a Direct incentiva todo o time a imersão nos negócios e necessidades de seus clientes, prezando pela transparência de dados e pela confidencialidade de informações, ainda colhendo frutos do pioneirismo no atendimento de alto nível ao público A, para oferecer uma assistência customizada. “Nossa principal ferramenta é nossa rede de contatos”, complementa Tiara Yokota. “Redes sociais podem ser um suporte importante, mas queremos nos diferenciar. Não pretendemos ser ‘mostradores de apartamento’, porque sabemos que a atividade do corretor não se resume a apresentar o apartamento. Há um extenso trabalho nos bastidores”, pondera. Uma conduta favorecida nos últimos anos por um amadurecimento da profissão de corretor imobiliário, impulsionado por um aquecimento do mercado e uma “mãozinha” de Hollywood com títulos protagonizados por corretores bem-sucedidos. “O mercado foi sendo renovado e, atualmente, a demanda por profissionais previamente qualificados, reunindo médicos, economistas, advogados… Pessoas com ensino superior completo que buscam boas remunerações em processos de transição de carreira”, explica Lucas Colletto, formado em Direito e morador da Reserva do Paiva, que abraçou a carreira na Direct ao decidir vender aquilo que ele mesmo consumia e em que acreditava. “Boa parte dos corretores do Paiva são também moradores. Eles vendem a ideia de morar lá porque acreditam nela”, revela.

Isso porque nos últimos anos, na esteira da pandemia de Covid-19 e das medidas de isolamento social, a visão de muitos sobre a moradia ideal foi transformada. E a Direct buscou acompanhar esse efeito. “O período de pandemia gerou reflexões. Um cliente que estava satisfeito morando em Boa Viagem, por exemplo, passou a considerar que morava ‘mal’. As pessoas passaram a reconsiderar seus conceitos de boa moradia e o que esperar de um bom imóvel”, explica Ateniense. Na Reserva do Paiva, Lucas foi um dos que assistiu a vizinhos que usavam as propriedades como segunda casa ocuparem a região definitivamente com suas famílias, sob o argumento da busca por qualidade de vida. “Todos querendo segurança e conforto, principalmente para os filhos, valorizando ainda mais aquela praia belíssima na frente de casa. Esse tipo de demanda decolou a partir de 2020”, comenta.

É uma busca que não deve arrefecer nos próximos anos. Para Ateniense, se as agendas político-econômicas do estado e do país contribuírem, o mercado imobiliário deve ser cada vez mais aquecido. “O mercado imobiliário é muito sensível à elevação ou redução da taxa de juros, porque repercute no apetite dos bancos em emprestarem recursos. Para o Paiva, a expectativa de redução da taxa de juros e de retomada dos investimentos em Suape são bastante importantes”, ele destrincha. “Embora alguns pernambucanos ainda não conheçam a Reserva do Paiva, essa conjuntura pode reforçar esse destino como relevante para o setor”, desenvolve.

NOVOS DESAFIOS

No Recife, por outro lado, o desafio de buscar espaços disponíveis para serem trabalhados deve dar o tom das movimentações do mercado no futuro. E, nisso, a tecnologia deve apoiar a Direct. “Temos ferramentas de inteligência capazes de identificar quem são os proprietários de determinados imóveis ou terrenos possíveis de serem desenvolvidos e, a partir disso, atendemos a demandas das principais incorporadoras do estado. Poucas imobiliárias prestam esse serviço, que é um dos que mais temos intensificado”, conta o Ateniense. Em paralelo, os cinco sócios pretendem intensificar ainda mais os negócios da empresa para além do Atlântico, em Portugal, onde atuam há mais de 10 anos e buscam incentivar seus clientes a viver, investir e articular negócios de alto padrão, oferecendo suporte jurídico para possibilitar a aquisição de patrimônio imobiliário também no país europeu.

+ Nas pistas
Entre as novidades da Direct para este ano, está o patrocínio do piloto pernambucano da Nascar e Porsche Sérgio Ramalho. O contrato foi selado no mês passado e abre as portas para novas conquistas a serem brindadas pela imobiliária.

+ Contato
(81) 3231-3113 | (81) 9996-5777
[email protected] directimoveis.com.br/