Que boa surpresa ter de volta a divertida repórter do blog de Téo Pereira, na novela “Império”, de volta. O papel deu o que falar e nossa bela estrela, Letícia Birkheuer deu conta do recado com dedicação, humor e beleza. Não resistimos a tudo isso e trouxemos a bela para mais uma papo sobre carreira, filho e futuro. O resultado não poderia ser melhor. Apostamos que você já viu as fotos e concorda com uma coisa, ela volta ainda mais bela!

Cá está a jornalista Érika de volta com a reprise de Império. Como está sendo para você se ver na novela seis anos depois e sem a correria das gravações? Eu tenho acompanhado a novela como expectadora hoje e me divirto muito vendo as cenas da novela. Tenho recebido mensagens nas redes sociais – elogios e comentários sobre a Érika e perguntas de quando será meu próximo trabalho na TV. 

A parceria e sintonia entre você e os colegas Rômulo Arantes Neto e Paulo Betti parece que deu super certo e rendeu muito. Que lembranças guarda dessa troca com eles e seus devidos personagens? Lembro que eram tantas cenas, que Paulo Betti e eu sentávamos no estúdio e enquanto preparavam o cenário e a luz a gente batia as cenas, pois não dava pra decorar tudo em casa – 40 cenas por dia imagina! Tinha cenas que tínhamos que parar e recomeçar, pois do nada caiamos na gargalhada com as situações em cena criada pelos autores! As cenas com Romulo e a família atrapalhada dele sempre rendiam ótimas risadas do elenco também. Tudo muito divertido e natural. Parecíamos todos uma grande família. 

Falando nisso, já aconteceu de faltar sintonia com algum colega? Quando isso acontece, como contornar? Realmente, numa novela, não temos a oportunidade de conviver com todos os personagens pois gravamos em estúdios com núcleos separados. Às vezes rola uma invejinha, falatórios maldosos, uma viradinha de rosto quando encontra no corredor. (risos) Passei por tudo isso. O sucesso às vezes incomoda né? O que importa pra mim, é que fiz lindamente meu trabalho, cumpri meu dever com muito profissionalismo, e agradei meu público, que se divertiu e se encantou com a Erika. 

Se sente mais desafiada como atriz ou modelo na época das passarelas? Onde você se cobra mais? Me sinto muito mais desafiada como atriz. Ator precisa se exercitar o tempo todo, se desafiar com novos personagens, fazer laboratórios, quebrar a cabeça imaginando cenas, pensamentos, sentimentos que correm no interior do personagem, atitude corporal, manias, gestual do personagem, entender e interpretar a visão do autor em cada fala escrita, entender as entrelinhas do texto.

Devido às restrições que passamos por conta da pandemia, como lidou com isso e como ocupou o tempo e cabeça? Fiquei como todos muito assustada com a pandemia, intensifiquei a terapia, foquei em cortar gastos desnecessários, ao mesmo tempo tive um olhar pra minha casa e vi que estava deixando muitas coisas pra trás e aí fiz algumas reformas, li muitos livros e vi muitas séries e filmes pra passar o tempo, comecei a estudar formas de investir dinheiro, intensifiquei exercícios ao ar livre, revisei projetos antigos.

Agora com a flexibilização gradual o que mais deseja? Espero poder voltar a trabalhar em breve em algum projeto.

Como bem sabemos, nossa trajetória é feita por ciclos. Como você enxerga isso em sua vida profissional e pessoal? Quais os mais marcantes? Ciclos profissionais e pessoais são importantes na nossa vida. Eu estou na minha terceira profissão e não descarto ir pra uma quarta. Sempre fui empresaria da minha vida, empreendedora de novos projetos. Na vida pessoal, as coisas estão mais calmas, meu filho está com 9 anos, não pretendo ter mais filhos e não faço muitos planos, pois a vida sempre nos surpreende.

Falando nisso e indo para o lado família, você parece ser uma mãe bem coruja. Como é ser mãe de um garoto de 9 anos? Como é a relação de vocês? O que aprende com João Guilherme? Amo ser mãe do João! Ele é a alegria da casa. A maternidade veio pra me completar como ser humano. Eu não seria feliz se não tivesse meu filho, tenho certeza absoluta disso. Seria amargurada, triste e depressiva. João me ensina muitas coisas, ele ama a natureza, os animais… Fica triste com as injustiças do mundo, é generoso com todos à volta, tenho muito orgulho do meu filho e da educação que dou pra ele. 

O quanto é cuidadosa da beleza e o quanto é entregue às ações naturais do tempo sem qualquer noia? Jogo vôlei e beach tênis, faço academia. Vou na dermatologista. Me protejo do sol e cuido do cabelo. Tento ser o mais natural possível, cuido muito da pele pois tenho preguiça de maquiar todos os dias. Não sou adepta de pintar sobrancelha, colocar cílios, pintar boca, colocar cabelo, essas coisas permanentes não gosto. A verdade é que me sinto bem ao natural. 

Onde está a real beleza? E como você a vê em você? A beleza está em você se sentir bem com você mesma. Eu me sinto ótima. Padrões de estética e beleza mudam, porém não quer dizer que tenho que segui-los. Não tenho que botar filtro na foto porque todo mundo bota entende?

Dos trabalhos como modelo em que o corpo muitas vezes fica a mostra até a capa da Playboy. O que nu significa pra você? O nu quando é artístico, de bom gosto, sensual sem ser sexual, é elegante, tem suavidade, é bonito. Sempre foi muito natural mostrar o corpo como instrumento de trabalho, ao longo do tempo, como modelo. Grandes fotógrafos e pintores registraram nus durante centenas de anos. Trabalhei com Helmut Newton, pra quem conhece o trabalho dele, é um dos maiores do mundo. Tudo tem seu tempo. Hoje não posaria sem roupa.

Já falamos de sua beleza, mas ela parece ser acompanhada por equilíbrio emocional, estamos certos? Qual é a rotina de corpo e mente sãos? O esporte é meu maior aliado. A paixão pelo vôlei é isso, me transforma. A leitura é um hábito cada vez mais incorporado ao meu dia a dia. A terapia semanal. Os filmes e séries. Os momentos com meu filho.

Do vôlei, à carreira de modelo, à apresentadora e à atriz. Tendo conquistado tanta coisa, sobra ainda algum desejo a ser realizado que possa nos contar? Tenho vontade de morar fora do Brasil novamente. Preciso conseguir realizar meu filme. 

Você é uma pessoa do agora ou do futuro, para onde foca o seu olhar e energia? E ainda, é mais regida pela razão ou pela sensibilidade? Futuro – penso sempre antes de acontecer. Gosto de planejar. Hoje sou mais razão que emoção.

Planos para um futuro próximo? Quais poderiam nos adiantar? Terminar o roteiro do meu filme. Passar o réveillon em Paris. 

Fotos Robert Schwenck

Styling Samantha Szczerb

Beleza Vivi Gonzo

Letícia usou Atelier Sílvio Cruz, Lybethras, Sagheto e Feline