O jazz surgiru por volta do início do século XX em guetos da cultura negra e se desenvolveu com a mistura de várias tradições musicais, em particular a afro-americana. E se consagrou em cidades americanas como New Orleans e New York ganhando fama mundial. Foi essa fascinante música que revelou para o mundo talentos como B.B. King e Miles Davis, considerados monstros sagrados do jazz e do blues. Mas e quem são os novos talentos do jazz & blues atual? Sempre em moda os grandes festivais desse estilo de música terminam dando oportunidade do grande público conhecer os novos talentos. Como irá acontecer nesse mês de junho com a estréia de grandes festivais como o BMW Jazz Festival, que acontece de 8 a 10 de junho no Via Funchal e no Ibirapuera. Onde se apresentam nomes lendários como Chick Corea e Charles Lloyd e como sempre acontece, algumas novas faces da musica pouco conhecido por nós como Ambrose Akinmusire, que vale a pena conhecer.


Entre as principais atrações do BMW Jazz Festival deste ano está o pianista Chick Corea, vencedor de 16 prêmios Grammy, que vai se apresentar junto do baixista Stanley Clarke e do baterista Lenny White. Outro grande destaque fica por conta do trio veterano The JB’s, que acompanhava James Brown durante os anos 1970. O grupo é formado por Maceo Parker, Freddy Wesley e Pee Wee Ellis. Um dos curadores do evento, o jornalista Zuza Homem de Mello disse que combinar as revelações do jazz com nomes já consagrados foi a linha mestra que norteou a programação deste ano. “É impressionante a quantidade de músicos com pouco mais de 20 anos que já se mostram totalmente preparados“, disse Zuza.

Conheça alguns dos nomes da nova geração do jazz e blues que anda dando o que falar e conquistando cada vez mais fãs pelos festivais.

Trombone Shorty

O apelido Trombone Shorty ficou como herança da época em que Troy Andrews ainda era apenas um garoto baixinho que estudava trombone. Hoje, aos 25 anos, com um currículo invejável, ele é uma das revelações mais festejadas da eclética cena musical da cidade de Nova Orleans (EUA), onde nasceu.

Andrews começou a tocar trombone aos seis anos, e desde 2009 tem desempenhado uma trajetória de sucesso na banda Orleans Avenue. Antes disso, em 2005, Andrews era um membro de destaque da banda do cantor Lenny Kravitz tocando metais, onde participou de uma turnê mundial. No mesmo ano um dos maiores músicos da cidade chegou a Austin, Texas, para gravar um CD chamado “Sing Me Back Home Studios” com os produtores da Sacks, Leo e Bardani Ray. Foi a chance que Andrews precisava para alavancar sua carreira.

Em 2010 Andrews lançou seu primeiro álbum, Backatown, que atingiu o primeiro lugar da revista Billboard na categoria Jazz Contemporâneo onde ficou lá por nove semanas consecutivas. A banda Trombone Shorty Orleans Avenue excursionou pela América do Norte, Europa, Japão e Brasil, assim como fez parcerias com bandas de cantores como Jeff Beck no Reino Unido e de Dave Matthews Band nos EUA.

Seu segundo álbum, “For True” (lançamento Universal), com distribuição mundial, confirma seu enorme potencial como compositor, cantor, trompetista e, claro, trompetista, além das incursões por outros instrumentos, como teclados, bateria e percussão. “Buckjump”, a faixa inicial, anuncia com muita energia o contagiante mix de funk, soul, jazz e hip hop que se desdobra pelo resto do álbum. Além do grande número de participações especiais nesse álbum, como do guitarrista veterano Jeff Beck, e como as dos roqueiros Kid Rock e Lenny Kravitz. 


Site oficial:

Shamarr Allen
O público brasileiro acabou de conhecer o talento desse trompetista e cantor  em sua apresentação que ocorreu dias 25 e 26 no clube Bourbon Street (SP) e no Parque do Povo (e tocará na casa noturna Miranda, no Rio, dia 30/5; e no Bourbon Festival de Paraty (RJ), em 2/6). Shamarr é um dos destaques da eclética cena musical da Louisiana (EUA), aos 30 anos, ele está sempre entre as grandes atrações dos festivais de New Orleans, como o New Orleans Jazz & Heritage Festival – um dos maiores eventos do gênero no mundo. O crescente prestígio de Allen está estampado, literalmente, na mais recente edição do festival: sua imagem ilustra um dos dois cartazes oficiais do evento (no segundo aparece o instrumentista e cantor Trombone Shorty, outra jovem revelação da cena local).

Shamarr Allen nasceu no berço do Jazz, New Orleans, Louisiana, e aos 7 anos já estava envolvido com a música. Seu pai um saxofonista por hobby foi seu primeiro professor de música, o que o levou a tocar em vários concertos e bandas todos através da escola e sempre como seu líder de seção. Como adolescente participou da Louis “Satchmo” Armstrong Jazz, onde estudou sob a tutela de educadores de jazz Edward “Kidd” Jordan, Clyde Kerr Jr., Herlin Riley e o falecido Alvin Batiste. Aos 13 anos, Shamarr foi convidado para tocar com a Universidade de Pittsburg Orchestra e aos 16 anos apareceu no Carnegie Hall com a Banda de Metais Mahogany.


Ele começou sua carreira profissional como músico de rua no Bairro Francês de New Orleans, seu talento com a música também foi bastante influenciado por seu instrutor Yvette Melhor, então, flautista para da Filarmônica de Dakota do Norte e por seus mentores Leroy Jones, Joe Torregano, Bob francês e Tim Green alguns dos músicos mais famosos de New Orleans.

Com o mesmo espírito e o comportamento de Louis Armstrong, Shamarr colocou sua marca própria e única sobre a interpretação da sua música. Assim como Armstrong, sua preocupação com as pessoas e agradar ao público sempre vem em primeiro lugar. Ele também domina a arte de fusão tradicional com o jazz contemporâneo e o funk.


Site oficial:

Ambrose Akinmusire
Nascido e criado em Oakland, Califórnia, o trompetista e compositor Ambrose Akinmusire é um dos mais promissores nomes da nova geração do jazz. O disco de estréia do jovem músico americano de 28 anos, ‘When the Heart Emerges Glistening’, foi um dos mais aclamados de 2011. O jornal New York Times incluiu o CD na lista dos melhores do ano e descreveu o quinteto de Akinmusire – composto pelo saxofonista Walter Smith III, o pianista Gerald Clayton (que integra o The Clayton Brothers), o baixista Harish Raghavan e o baterista Justin Brown – como um dos mais originais do gênero na atualidade, destacando o som ágil, com instintos pop, que vai além das velhas e recorrentes fórmulas do jazz contemporâneo.

O Los Angeles Times o incluiu em sua lista de “Nomes para ficar de olho”, em 2011, e escreveu que “Akinmusire soa menos como uma estrela em ascensão e mais como uma que já estava nas alturas apenas esperando para ser descoberta”. O grande salto de sua carreira aconteceu aos 19 anos de idade quando o saxofonista Steve Coleman, considerado por muitos o padrinho espiritual da atual cena criativa do jazz, o recrutou para integrar a sua banda “Five Elements”. A influência do músico somada à repetição de mantras como “Eu não quero ser confinado pelo meu instrumento” e “Tudo o que não amo não fará parte da minha música” foram os grandes responsáveis para que o trompetista começasse a buscar a sua própria voz. Em 2007, Akinmusire venceu o Thelonious Monk International Jazz Competition e o Carmine Caruso International Jazz Trumpet Solo Competition, dois dos mais prestigiados prêmios de jazz do mundo.
Jamie Cullum
Aos 33 anos Jamie Cullum é um dos grandes nomes do jaz pop britânico pop britânico. Logo cedo Jamie começou a tocar piano e na infância e adolescência ele ficou interessado em música, incluindo o jazz de Ella Fitzgerald e Frank Sinatra. Nascido em Essex e criado no Wiltshire, Jamie Cullum, enquanto jovem, era obcecado por todos os tipos de música: rock, hip-hop, acid jazz, blues. Quando foi para a faculdade, Jamie trabalhava como cantor-pianista em pubs, hotéis, cruzeiros marítimos, e em qualquer outro lugar onde fosse contratado. Com um empréstimo estudantil, gravou seu primeiro álbum, que ele mesmo vendia nos locais onde se apresentava.

Jamie mudou-se para Londres e a Candid, um selo especializado em jazz, lançou seu segundo álbum, Pointless Nostalgic, agitando os círculos de jazz londrinos. Jamie seguia fazendo shows em todos os lugares possíveis até que a Universal Classics and Jazz foi conferir a movimentação em torno de seu nome. Pouco depois, assinou com Jamie um contrato de um milhão de libras, em abril de 2003.

Antes de ficar conhecido mundialmente, Jamie lançou em 1999 o primeiro CD, Heard It All Before, seguido de Pointless Nostalgic, de 2002. Com o disco Twentysomething, de 2003, vieram os hits All at Sea e What a Difference a Day Made. Já os destaques do álbum seguinte, Catching Tales, foram as faixas Get Your Way e Mind Trick. Até o primeiro semestre 2006, Cullum já havia vendido cerca de cinco milhões de cópias, participou de importantes festivais internacionais de música, como Glastonbury Festival (2004), Coachella (2005), South by Southwest (2006) e Playboy Jazz Festival (2006), além visitar diversos países em turnê, incluindo Singapura, Hong Kong, Nova Zelândia, África do Sul, Brasil, Chile, Argentina, Alemanha, Espanha, Portugal e Estados Unidos.
Site oficial: www.jamiecullum.com/
JAZZ, BLUES E MÚSICA INSTRUMENTAL 2012
BOURBON FESTIVAL PARATY
Quando e onde: de 1º a 3/6, em Paraty (RJ)
Atrações: Shamarr Allen, Delfeayo Marsalis, LeRoy Jones, Roy Rogers, Cynthia Girtley, Yael Nahim, Duofel, Zélia Duncan, André Christovan, Reverendo Franklin, São Paulo Ska Jazz, Donny Nichilo, Honey Larochelle e outros
www.bourbonfestivalparaty.com.br
10º RIO DAS OSTRAS JAZZ & BLUES
Quando e onde: 6 a 10 de junho, em Rio das Ostras (RJ)
Atrações: David Sanborn, Kenny Barron, Mike Stern & Romero Lubambo, Michael Hill, Roy Rogers, Duke Rubillard, Billy Cobham, Armand Sabal-Lecco, Maurício Einhorn, Cama de Gato, Hélio Delmiro e Orleans Street Jazz Band.
www.riodasostrasjazzeblues.com
2.º BMW JAZZ FESTIVAL
Quando e onde: 8 a 10/6, em São Paulo (Via Funchal) e de 11 a 13/6, no Rio (Teatro Oi Casagrande)
Atrações: Ambrose Akinmusire, Charles Loyd Quartet, Trombone Shorty, The Clayton Brothers, Corea, Clarke & White Forever, Darcy James Argue’s Secret Society, Maceo Parker, Ninety Miles, Toninho Ferraguti e Bebê Kramer
www.bmwjazzfestival.com
SANTOS JAZZ FESTIVAL
Quando e onde: 14 a 17 de junho, em Santos (SP)
Atrações: Hermeto Pascoal, Yamandu Costa, Heraldo do Monte, Roberto Sion, Arismar do Espírito Santo, André Christovam, Delicatessen, Família Gordon, Filó Machado e outras.
Mais informações em:
http://www.santosjazzfestival.com.br/
FESTIVAL AMAZONAS JAZZ
Quando e onde: julho, em Manaus (AM)
Atrações: ainda não divulgadas
www.festivalamazonasjazz.com.br
10º SAVASSI FESTIVAL
Quando e onde: de 18 a 29/7, em Belo Horizonte (MG)
Atrações: Kenny Werner Trio, Ari Hoenig Quartet, Scalandrum, Orquestra Sinfônica de Minas Gerais
www.savassifestival.com.br
10º BOURBON STREET FEST
Quando e onde: agosto, em São Paulo (SP), Rio (RJ) e Brasília (DF)
Atrações: ainda não divulgadas
www.bourbonstreetfest.com.br/
FESTIVAL PARATY LATINO
Quando e onde: de 2 a 4 de setembro, em Paraty (RJ)
Atrações: ainda não divulgadas
www.paratylatino.com.br
CANOAS JAZZ
Quando e onde: novembro, em Canoas (RS)
Atrações: ainda não divulgadas
www.canoasjazz.mus.br/
FESTIVAL CHORO JAZZ JERICOACOARA
Quando e onde: novembro/dezembro, em Jericoacoara (CE)
Atrações: ainda não divulgadas
www.chorojazzjericoacoara.com.br.

Fonte: Folha, Carlos Calado, UOL, G1

Siga a MENSCH no
Twitter: @RevMensch, curta nossa página no Face: Revista Mensch
e baixe no iPad, é grátis: http://goo.gl/Ta1Qb