Por Francisco Campelo

revitalização dos centros históricos com a instalação de hotéis, restaurantes, lojas e residências em prédios praticamente abandonados é uma iniciativa que vem ganhando grande força pelo mundo e merece sem dúvida ser incentivada pelo poder público com parcerias com a iniciativa privada, para preservar o patrimônio arquitetônico das cidades, além de recuperar o potencial econômico, histórico e cultural. Salvador vem realizando um ótimo trabalho de revitalização do seu famoso centro histórico e neste sentido os primeiros resultados já estão acontecendo e atraindo até hotéis de altíssimo luxo, como o Hotel Fasano que visitei recentemente. Nascido no coração dos Jardins, bairro nobre de São Paulo, o Fasano trouxe um novo conceito de luxo para o setor hoteleiro baiano, com foco na característica do grupo Fasano, especialista no luxo contemporâneo, feito com base na simplicidade das formas e na extrema sofisticação nos detalhes e materiais.

Sétimo empreendimento hoteleiro do grupo, este é o primeiro instalado pela Fasano em um prédio histórico catalogado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), a suntuosa sede do jornal A Tarde durante 45 anos, totalmente reformada de acordo com projeto do arquiteto paulista Isay Weinfeld. O prédio da década de 1930 fica exatamente em frente a icônica Praça Castro Alves (lembram da música “a Praça Castro Alves é do povo, como o céu é do avião”?), bem no Centro Histórico de Salvador. O edifício tem uma vista deslumbrante sobre a Baia de Todos os Santos, fica a poucos metros do famoso Elevador Lacerda e a poucos minutos de restaurantes que eu adoro como o Mistura Contorno, Soho e Amado.

UM CLÁSSICO EM TODOS OS SENTIDOS

A imponente fachada, toda com toldos vermelhos nas janelas, já impressiona na chegada e lembra o icônico Plaza Athénée de Paris, aqui numa versão mais tropical chique do período art deco. Um bonita escadaria leva ao lobby que foi todo restaurado preservando o revestimento original de parede e piso, fielmente reproduzido em mármore de Carrara com detalhes em granito Alpe verde e coroado com dois turíbulos de prata baianos, transformados em lustres e adaptados ao ambiente. 

De um lado do lobby fica a recepção (com concierge super eficiente) e do outro o Restaurante Fasano Salvador, que mantém o legado gastronómico de origem italiana com menu idêntico ao do Fasano São Paulo e com assinatura do restaurateur Rogério Fasano, além de pratos baianos especialmente desenvolvidos pela badalada chef soteropolitana Tereza Paim. O espaço tem ainda um belo bar e durante as manhãs recebe os hóspedes para o café da manhã, que além de opções disponíveis nos melhores hotéis de luxo do Brasil, ganhou toques regionais com tradicionais iguarias baianas servidas por uma equipe muito simpática e atenciosa. Não deixe de observar o interessante revestimento das paredes do restaurante (feito com trama de palha de bananeiras) e os lustres do bar (feitos com antigas peças de um engenho de açúcar baiano).

O JORNAL DA TARDE E O DESIGN FASANO

O interior do hotel associa o requinte da marca Fasano a elementos que mantêm viva a história do prédio, utilizando madeiras escuras que remetem ao Jacarandá, uma das madeiras tradicionais da Bahia, harmonizados com a elegância de tecidos e texturas em diferentes tons de azul, e o uso de rendas e telas. No total são 11 andares que abrigam 70 quartos (divididos em Apartamento Superior, Luxo e Luxo Mar, Suíte, Suíte Júnior e Suíte Luxo). Os quartos variam em tamanho de 26m² a 73m² e os tons de azul predominam nos detalhes da decoração, como tapetes, tecidos e cerâmicas artesanais. 

O apartamento 106, antiga sala presidencial do Jornal A Tarde, manteve o piso de taco e os painéis de jacarandá originais, além dos ornamentos de gesso restaurados. O design original das portas dos quartos foi mantido. Outro detalhe mantido foram as janelas superiores das portas, transformadas em luminárias. Um diferencial muito importante é o tratamento acústico aplicado nas janelas e portas, para proporcionar maior conforto aos hóspedes. 

A cobertura do Fasano Salvador é um show à parte. Tem uma vista lindíssima da Baía de Todos os Santos, um dos cartões postais da capital baiana e a maior atração do espaço é a piscina toda em granito Azul Bahia, rodeada por um deck de madeira com cadeiras de sol que convidam para momentos de “dolce far niente” e um bar com drinks deliciosos. Sugiro provar as caipirinhas de frutas regionais e o aperol spritzs, o melhor que tomei em Salvador. O andar tem ainda um fitness center bem equipado para quem quer fazer atividade física e um SPA com três salas de massagem e sauna úmida. Outros detalhes que adorei foram o hotel ser todo não fumante e o wi-fi ter ótima velocidade e funcionar bem em todos os lugares do hotel. Enfim, um hotel lindo por dentro e por fora, unindo história, cultura, requinte, conforto e ótimos serviços. Que não demore a chegar em outras capitais do nordeste, preferencialmente em prédios históricos.