A pedagoga e palestrante motivacional Aline Dalcin veio do campo, do interior do Rio Grande do Sul, São Borja, mais precisamente em São Donato, no meio da natureza. Irmã mais velha dos trigêmeos: Gustavo, Ricardo e Ênio. “Tive uma infância que toda criança gostaria de ter: muito leve, bonita e feliz”, comenta Aline. Casada desde muito jovem, Aline foi atrelando seu lado profissional com o de mãe, procurando sempre se aperfeiçoar hoje Aline é especialista em Constelação Sistêmica e atua também como coach na área de autoconhecimento. A MENSCH conversou com Aline para entender um pouco mais dessa sua área de atuação e acompanhar um pouco dessa sua jornada de sucesso.

Aline, antes de mais nada: como palestrante, de que maneira você se definiria? O que você traz de diferente ao mercado, que porventura, outros palestrantes não oferecem? Não sou apenas uma palestrante, sou o que eu falo para as pessoas, pois falar muitas coisas bonitas, intelectuais, textos prontos, receitas mágicas etc., é muito fácil, agora quero ver você ser o que você está ensinando, por isso que nada sai da minha boca se eu não tiver a experiência antes. O meu “produto” sou eu, são as minhas experiências a partir do que eu pude ver, viver e sentir, o que deu certo ou não para a minha vida, principalmente nos pilares da nossa vida, que são: saúde, relacionamentos e carreira. Além de impactar positivamente a vida das pessoas, temos que mostrar todos os ditos “protocolos” a serem seguidos e temos que ter resultados, assim como 1+1 é igual a 2. O que eu falo são resultados e não historinhas.

Como é o trabalho de Coach Sistêmico e Constelação Sistêmica? No que consiste? Uso muitas ferramentas no meu trabalho, entre elas a constelação, o Coach sistêmico, mentorias e programação neurolinguística. Tudo sistêmico, porque com um olhar sistêmico, o terapeuta consegue auxiliar o seu cliente a observar o que ele nunca tinha se dado em conta. Quem está na “ilha” não consegue ver a “ilha”, então esse é o trabalho do terapeuta. Porém a ferramenta que mais uso e que mais da resultados é a expansão da consciência. Quando o cliente faz essa escolha 100% dos resultados são extraordinários. Quando se expande, novas sinapses neuronais se abrem e como o cérebro tem neuroplasticidade, é possível mudar as crenças negativas da pessoa por crenças que impactem positivamente. É um caminho que poucos escolhem, porém quem escolhe nunca mais para, pois é transformar.

Você diz que sua vida já é uma prática do que você procura passar para as pessoas. Como trabalha isso em casa? Tenho 40 anos de vida, ou seja, tenho quatro décadas de experiência aqui nesse planeta terra escola, então tudo o que eu experimentei na minha vida, o que eu aprendi nessa uma década de cursos que fiz, impactando positivamente nos três pilares da minha vida: saúde, relacionamentos e carreira, procuro passar a diante a partir da minha narrativa. E ainda continuo aprendendo, desaprendendo, construindo, desconstruindo, ensinando, enfim… sou uma eterna buscadora e ser humano amador.

Para um profissional que se sente estacionado na carreira e que não enxerga perspectivas de mudança, o que você aconselharia para que ele pudesse evoluir e crescer? Se você está estacionado na vida, não só na sua carreia, mas na sua saúde e seus relacionamentos, observe o que você está fazendo, observe quais são as tuas crenças e se pergunte o que quer para você, onde você quer estar daqui a 5 ou 10 anos, e o que você está fazendo para que isso aconteça.

O mundo sempre teve crises, sempre existiu e sempre existirá o “caos controlado “e isso acontece na nossa vida sempre: na nossa saúde, nos nossos relacionamentos e na nossa carreira. Não podemos rotular isso como sendo bom ou ruim, apenas é assim que o Universo é. São sistemas dentro de sistemas, por isso a importância de conhecer as leis sistemáticas, universais etc. E por isso também a importância do autoconhecimento. Quando conhecemos a nós mesmos, não importa o que nos aconteça, vamos saber como podemos fazer, vamos tomar decisões mais saudáveis e a cada adversidade vamos ficando mais resilientes.

Fala-se muito em alta performance em todas as áreas profissionais, porém a mais importante alta performance que devemos ter é o Modo que vivemos a nossa vida, é como vivemos nesse planeta terra escola, da maternidade até o cemitério, pois ter alta performance na carreira é muito mais fácil do que ter na vida, no dia a dia, pois ter uma vida medíocre ( que seria a baixo da média) é bem simples e fácil, porém fazer dessa experiência terrena uma experiência leve, plena e realizadora, isso é pra quem escolhe 100%.

Então para você o autoconhecimento seria a chave inicial para uma vida mais feliz? Alguma dica prática para o autoconhecimento? Pela minha ótica acredito que o autoconhecimento abre as chaves para tudo o que queremos, como cita Sócrates: “Conheça-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os Deuses”. No meu ponto de vista, somos um magnífico computador e esse computador é extraordinário, porém não vem com manual, então temos que pesquisar, ler, estudar… temos que estar sempre em busca de novas perspectivas, não podemos ficar só com o que foi dito, temos que buscar novos horizontes, expandindo e nunca se acomodando.

E quando você precisa desse “help”, o que procura? Eu me dedico ao desenvolvimento humano e expansão da consciência. Estou nesse caminho há mais de uma década. Estudo no mínimo duas horas diárias de segunda a segunda, faço terapia com meu amigo e professor Gennésio Lopes Mendes e estudo muito mecânica quântica. Aprendi e aprendo muito também com a minha família, pois a nossa família é uma escola e nossos pais os nossos maiores mestres. Gosto também das parábolas de Jesus, pois se você observar é tudo mecânica quântica. Faço meditações e estou sempre em busca de resgatar o que vim para resgatar, me reconciliar com o que eu vim para reconciliar, incluir o que foi excluído nas gerações passadas e principalmente ressignificar a minha história de vida, transformando toda a minha dor em força e amor.

Com essa pandemia a procura por esse equilíbrio de pensamentos, atitudes e autoconhecimento aumentaram? O que tem sido mais comum? Entramos para o terceiro ano de pandemia e a maioria das pessoas ainda não escolheram o caminho do autoconhecimento, da expansão da consciência, do desenvolvimento humano e pessoal. Mas está tudo certo porque existe o livre arbítrio e as pessoas um dia escolherão esse caminho, estamos indo cada vez mais para a regeneração do planeta.

Você casou muito jovem e foi mãe também muito cedo. Hoje, aos 40, como avalia os dois lados da moeda em perdas e ganhos? Comecei a namorar o meu marido o Ezequiel Dalcin aos 13 anos. Casamos quando eu tinha 16 anos e construímos uma família linda! Temos duas filhas: a Isabelle de 19 anos, que cursa medicina e Nicolle de 11 anos que é a artista da família. Acredito que como comecei tudo muito cedo na minha vida, hoje olho para trás e só tenho a agradecer. Confesso que não foi fácil cuidar de casa, filhos, casamento e negócios com tão pouca idade, porém sempre fiz tudo com alegria e paixão. Óbvio que tinham dias que eu não estava bem, pois a vida é assim, um eterno aprendizado. Não tenho a visão romântica da vida que tudo são um “mar de rosas”, pois esse é o planeta terra escola e estamos aqui para evoluirmos, então nunca temos perdas, tudo é ganho, tudo é aprendizado, e em cada adversidade da vida eu ficava mais resiliente e cada vez mais grata, pois não importa o que nos acontece e sim o que fazemos com tudo o que nos acontece. Por isso que mesmo tão jovem posso passar a diante toda a minha experiência, de filha, de mãe, de esposa, de dona de casa, de empreendedora enfim, de vida.

Como foi construindo a profissional que é hoje? Quais os obstáculos enfrentados? Eu entrei no mundo do desenvolvimento humano e pessoal e expansão da consciência há dez anos, me dedicando totalmente a isso, sem a intenção de fazer disso uma prática profissional, mas tive tantos resultados positivos, me fez tão bem que pensei: vou fazer da minha paixão o meu trabalho! Na faculdade de pedagogia aprendi que conhecimento adquirido e não passado a diante de nada valia. Então foi fluindo e cada vez mais fui crescendo nesse mercado e hoje sou palestrante motivacional. Amo o que faço e faço com paixão!

Obstáculos, adversidades sempre teremos no decorrer da nossa vida em todos os pilares: na saúde, nos relacionamentos e carreira, isso chama-se caos controlado, pois não existe estabilidade. Somos testados a todo instante e cabe a nós escolhermos crescer a partir de cada adversidade nos tornando mais resilientes.

Existe alguma receita ou caminho mais eficiente para o equilíbrio interno? Para termos equilíbrio interno, precisamos primeiramente escolher 100% isso e cuidar da nossa saúde, da nossa psique, termos relacionamentos saudáveis e saturarmos o nosso ser com tudo o que nos eleva. Quando mudamos a nossa frequência vibracional, automaticamente mudamos a nossa vida. Porque somos um campo eletromagnético e estamos inseridos nesse campo, então observe o que você estás emanando porque tudo o que emitimos ao universo voltará instantaneamente para nós.

O mundo vive uma crise talvez sem precedentes, não é mesmo? Você fala com muita propriedade sobre alta performance, algo que tem sido um desafio ainda maior, de acordo com os relatos que temos de empresários e colaboradores. O que fazer, Aline para estimular a produtividade diante do cenário atual? Termos inteligência emocional é o pré-requisito para qualquer indivíduo fazer a diferença no mundo e principalmente na sua vida. Se autoconhecer, expandir a consciência e ter inteligência emocional é a cereja do bolo para ter uma vida extraordinária. Não vou dizer que é fácil, porém nada é impossível para aquele que crê.

Quais as novidades para esse ano? Muitas novidades para esse ano, novidades extraordinárias, que vão impactar positivamente a todos que escolhem isso. Aguardem.

Você pretende lançar algum livro? Não só um, porém vários livros, fácies de entender, didáticos e sem mimimi.

Quem você admira no meio de palestrante? Quem eu admiro mesmo como palestrante são pessoas extraordinárias, que aprendo todos os dias, que são meus professores da vida, são eles: os meus pais. Como eles vieram antes, eu posso ter aula com eles do que vai impactar a minha vida positivamente e o que não vai, sem julgar, mas com humildade para aprender. Com o meu marido, com quem estou há 27 anos trilhando minha jornada, pois o relacionamento de casal desperta o nosso pior e o nosso melhor lado, para assim temos a chance de trazer para o consciente toda a nossa sombra que está ali no inconsciente e aprendo muito com as minhas 2 filhas, pois nossos filhos são mais evoluídos patologicamente que nós. E aprendo muito também com as parábolas de Jesus, ele foi primeiro mestre que veio.

Qual é a chave do sucesso? Não existe segredo para o sucesso, porém existem umas receitinhas inscreveis, os 3 pilares. Cuide de sua saúde e tenho relacionamentos saudáveis e automaticamente terás sucesso em tudo na vida.

Make @alinedottomakeup

Photo @alexandre.godinho

Assessoria de imprensa @rlassessoria